Other stuff ->

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Vendas de motocicletas têm queda de 9% no mês de novembro

Segundo o relatório mensal da Fenabrave (federação das concessionárias), as
vendas de motocicletas apresentaram queda de 9,62% em novembro, com 121.782
unidades comercializadas em comparação com o mês de outubro, quando foram
negociadas 134.737 unidades.

Comparando com o resultado de vendas de motos em novembro de 2012, com o
mesmo mês do ano passado, o resultado é negativo, houve uma queda de 26,93%,
quando foram emplacadas 166.664 unidades.

Se compararmos o acumulado do ano o resultado também não foi positivo. As
vendas de motos tiveram queda de 14,17%. Foram 1.499.509 unidades
comercializadas no período de janeiro a novembro de 2012, contra 1.747.025
no mesmo período de 2011.

A projeção da Fenabrave no setor de duas rodas ficou abaixo do esperado para
o acumulado do ano. O número esperado para o segmento das motocicletas até
novembro era de 1.707.754 unidades e fechou em apenas, 1.499.509
motocicletas comercializadas.

Confira as 10 motocicletas mais emplacadas no mês de novembro

1 Honda CG 150 – 29.579 unidades
2 Honda Biz 125 – 18.621 unidades
3 Honda CG 125 – 16.684 unidades
4 Honda NXR 150 – 16.257 unidades
5 Honda Pop 100 – 7.456 unidades
6 Yamaha Factor 125 – 4.991 unidades
7 Honda CBR 300R – 4.027 unidades
8 Honda XRE 300 – 2.610 unidades
9 Yamaha Crypton 115 – 2.589 unidades
10 Yamaha Fazer 250 – 1.908 unidades

Fonte: moto.com.br

ARTE DE NEGOCIAR!!!

PAI - escolhi uma ótima moça para você casar.
FILHO - Mas, pai, eu prefiro escolher a minha mulher.
PAI - Meu filho, ela é filha do Bill Gates...
FILHO - Bem, neste caso, eu aceito.

Então, o pai negociador vai encontrar o Bill Gates.
PAI - Bill, eu tenho o marido para a sua filha!
BILL GATES - Mas a minha filha é muito jovem para casar!
PAI - Mas este jovem é vice-presidente do Banco Mundial...
BILL GATES - Neste caso, tudo bem.

Finalmente, o pai negociador vai ao Presidente do Banco Mundial.
PAI - Sr. Presidente, eu tenho um jovem recomendado para ser vice-presidente
do Banco Mundial.
PRES. BANCO MUNDIAL - Mas eu já tenho muitos vice-presidentes, mais do que o
necessário.
PAI - Mas, Sr., este jovem é genro do Bill Gates.
PRES. BANCO MUNDIAL - Neste caso ele pode começar amanhã mesmo!

Não existe negociação perdida. Tudo depende da estratégia.

Morre Oscar Niemayer aos 105 anos


Tem gente que não gosta de suas obras, mas eu gosto muito.

Esse blog deixa uma sincera homenagem ao homem que desafiou a arquitetura que ele dizia comercial e lançou sua forma de interpretar o mundo...

Descanse em paz, Ó Grande Arquiteto!

Leilão da virgindade de Catarina Migliorin


E que fim levou o selo de Catarina?

Será que já era ou ainda resiste?

Alguém ouviu falar do que aconteceu?

Ela deve estar pensando: podem falar de mim, mas eu tenho um milhão de
reais e vocês não têm...

H-D Electra Glide: Estilo e conforto para viajar

Leandro Lodo

Estávamos no meio da semana e a Harley-Davidson Electra Glide Ultra Limited
já estava na garagem da editora. Infelizmente, eu só viajaria no sábado pela
manhã e então teria que levá-la para casa na sexta-feira, justo no horário
de pico, passando pelas duas marginais e com o trânsito carregado.

Nem preciso dizer o quão difícil foi estar em meio a um trânsito desses com
uma motocicleta tão grande e pesada quanto a Electra Glide e, apesar de ter
levado o dobro do tempo que levaria normalmente para chegar em casa, ao meu
lado estava um espaçoso baú, que me deixou livre da mochila, e um CD com
muito rock'n roll que acabei levando também na viagem.

Na estrada, pude conferir todo o conforto dessa motocicleta dotada de um
poderoso sistema de áudio Harman/Kardon com quatro alto-falantes, piloto
automático, manoplas aquecidas, assento duplo com encosto para o garupa e
espaçosos baús que fazem parte do clássico design da Harley-Davidson Electra
Glide Ultra Limited.

Herança e Tradição

O coração dessa clássica motocicleta segue a tradição dos motores
refrigerados a ar, um V-Twin de 1690 cm3 de seis marchas com torque de 13,9
kgf.m a 3500 rpm que proporciona uma boa resposta nas acelerações e um ótimo
torque em baixa rotação, o que traz bastante suavidade e maior economia nas
viagens.

A carenagem "asa de morcego" foi concebida pelo Chefe de Design Willie G.
Davidson e nos remete a essência das motocicletas Grand American Touring da
década de 60. Na Electra Glide, a estilosa carenagem "asa de morcego" possui
para-brisa integrado que ajuda na proteção aerodinâmica e te livra daqueles
mosquitos grudados na viseira do capacete e na jaqueta.

Cada lateral da carenagem "asa de morcego" possui um quebra-vento, que pode
ser ajustado manualmente. Item simples, mas que oferece um bom conforto ao
piloto naqueles dias mais quentes. Mas, se o dia estiver frio basta fechar o
quebra-vento e ligar as manoplas aquecidas e escolher um dos seis níveis de
intensidade.

Tecnologia

Para a viagem ficar ainda melhor, a H-D Electra Glide possui a tecnologia de
controle eletrônico do acelerador, o famoso piloto automático, que é
acionado por meio de um botão localizado no painel e mais outro botão
localizado no punho direito. Após acionado, o piloto automático
imediatamente se desliga caso você acelere mais, reduza a velocidade ou
toque nos freios.

Por falar em freios, dotados do sistema antibloqueio (ABS) de série, a
Electra Glide conta com freios da marca Brembo. Com pinças de 4 pistões, na
dianteira está um disco duplo, enquanto na traseira há um disco simples que,
em conjunto, permitem realizar boas frenagens.

Se o seu celular ficar sem bateria e você precisar recarregá-lo, no baú há
disponível uma fonte de alimentação de 12V que permitirá realizar essa
tarefa com grande facilidade, caso queira instalar ou utilizar outros
acessórios que necessitem de mais energia, há também um conector elétrico
com potência suficiente para isso.

Além destes itens, a Electra Glide possui outros itens tecnológicos que
estão fora de nosso campo de visão, como o H-D Smart Security System. Este
sistema de segurança é oferecido como acessório de fábrica e, permite o
bloqueio automático da motocicleta sem que você precise apertar qualquer
botão. Esse sistema ativa e desativa as funções de segurança da motocicleta
conforme sua proximidade com a moto.

Conforto e praticidade

Se formos definir a H-D Electra Glide em uma só palavra, esta palavra seria
conforto. Piloto e garupa se sentem como no sofá de casa e o piloto ainda
fica bem acomodado com a plataforma integral para os pés. Além disso, a
alavanca de câmbio heel-toe lhe dá opção de troca de marchas com o calcanhar
e seus calçados podem ficar livres das marcas do câmbio.

A H-D Electra Glide possui sistema de áudio Harman/Kardon com quatro
alto-falantes capazes de emitir um som incrível e mesmo em movimento pode
ser ouvido com perfeição tanto pelo piloto quanto pelo garupa. Mantendo o
estilo clássico, o sistema de áudio possui radio AM/FM e CD Player com
suporte para MP3. O garupa também tem acesso ao sistema de áudio através de
botões localizados nas laterais do assento.

Além de possuir entradas para intercomunicadores – acessório vendido a parte
- o sistema de áudio se ajusta a velocidade da motocicleta. Quando
diminuímos a velocidade ou estamos parados o volume do som diminui, mas
basta retomarmos a velocidade para o volume automaticamente aumentar, esta
praticidade evita que tenhamos que ficar ajustando o volume sempre que
estivermos em baixa velocidade ou parados no semáforo.

Os Saddlebags e o Tour-Pak - nome dado pela perca aos bauletos laterais e ao
top case – oferem uma grande comodidade em qualquer viagem, já que comporta
a bagagem de um casal com facilidade. Pequenos itens como CD's e dinheiro
para os pedágios, ainda podem ser guardados no "porta-luvas", são dois, um
de cada lado da moto localizados entre o mata-cachorro.

Desfecho

Sem dúvida, o habit natural da Harley-Davidson Electra Glide Ultra Limited é
a estrada. Seu estilo clássico aliado a itens modernos como o sistema de
áudio, o sistema de freios ABS e o piloto automático fazem dessa motocicleta
uma verdadeira touring.

O banco duplo com apoio do garupa e o grande espaço oferecido para bagagens
revelam todo o conforto oferecido pela Electra Glide Ultra Limited. Além
disso, seu preço público sugerido a partir de R$ 68.400 é um ótimo atrativo
para os motociclistas que buscam grandes aventuras.

O jornalista usou no teste, jaqueta Race Tech e calça e botas HLX Racing
(www.hlxracing.com.br)

Ficha Técnica

Motor Twin Cam 103, com dois cilindros em "V" e refrigeração a ar
Capacidade 1.690 cm³
Câmbio Seis velocidades
Potência máxima ND
Torque máximo 13,9 kgf.m a 3.500 rpm
Suspensão dianteira Garfo telescópico com 117 mm de curso
Suspensão traseira Amortecimento bichoque, ajustável a ar, com 76 mm de
curso
Freio dianteiro Disco duplo com pinça fixa de quatro pistões
Freio traseiro Disco simples com pinça de fixa de quatro pistões
Pneu dianteiro 130/80 - 18
Pneu traseiro 180/65 - 16
Comprimento total 2.525 mm
Largura total 965 mm
Entre-eixos 1.635 mm
Altura do assento (descarregada) 745 mm
Altura mínima do solo 130 mm
Peso (em ordem de marcha) 413 kg
Tanque de combustível 22,7 l
Cores Vivid Black, Big Blue Pearl/Vivid Black, Ember Red Glo/Merlot,
Midnight Pearl/Brilliant Silver Pearl
Preço a partir de R$ 68.400


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Desde primeiro de outubro/12 Ducati não atua mais com o Grupo Izzo

Fabricante italiana atuará diretamente no Brasil...

A Ducati não é mais representada pelo Grupo Izzo desde primeiro de
outubro/12. A informação foi divulgada pela própria empresa no Salão que
está ocorrendo na Alemanha, pelo presidente da Ducati, Gabrielle Del
Torquio.

A montadora vai operar diretamente no Brasil, nomeando uma rede de
concessionárias. As motos, assim como a BMW, serão montadas na planta da
Dafra em Manaus.

Ainda está em andamento as licenças e autorizações necessárias para o início
das operações. Ainda bem que a montadora italiana saiu das mãos do Grupo
Izzo que há anos vem ludibriando e agindo com desonestidade com os seus
clientes. A dúvida é porque que o poder público nada faz a respeito, dá a
entender que no Brasil a falta de ética é institucionalizada. Na política,
todos sabemos que é, mas no meio empresarial não pode ser.

E a KTM hein?

A notícia do rompimento da Ducati com o Grupo Izzo saiu em primeira mão no
site Motonline.

Fonte: RockRiders.com.br

ps: Graças a Deus....

Companheiro da lendária viagem de moto do Che Guevara faleceu aos 88 anos

A notícia não é recente, mas só hoje (05/10/2012)
RockRiders.com.br tomou conhecimento.

Alberto Granado, o acompanhante de Ernesto Che Guevara na lendária viagem
pela América do Sul e Central, realizada em 1952, que inspirou o filme
Diários de Motocicleta de 2004, morreu no sábado (5/03/2011) em Cuba, aos 88
anos. Juntos, Granado e Che fizeram o passeio que se tornou famoso e motivou
o livro e o filme, além deter mudado a vida de ambos os viajantes para
sempre.

Por oito meses, a dupla viajou pela América Latina, em 1952. Na época, os
dois estudantes de medicina conheceram a pobreza e a injustiça social do
continente, o que despertou convicções revolucionárias em Che.

Depois de ajudar Fidel Castro a depor o ditador cubano Fulgêncio Batista em
1959, Che convidou Granado para morar em Cuba. Ali, Granado passou a
lecionar bioquímica na Universidade de Havana. Segundo informações da
imprensa cubana, Granado morreu de causas naturais, em Havana, e o corpo
será cremado.

As cinzas de Granado serão espalhadas em três países: na Argentina, onde ele
nasceu; em Cuba, onde viveu; e na Venezuela, país que amava. As informações
são da imprensa estatal cubana. Granado e Che se tornaram amigos na
infância.

O filme Diários de Motocicleta, de Walter Salles, foi produzido a partir do
diário mantido pelos dois amigos durante sua viagem, a maior parte dela
feita na garupa da moto que eles chamavam de La Poderosa.

No filme, Granado foi interpretado pelo argentino Rodrigo de la Serna, e
Che, pelo mexicano Gael García Bernal. Che Guevara foi morto na Bolívia, em
1967, enquanto tentava liderar uma revolução no país.

Fonte: Por BBC Brasil, adaptado por RockRiders.com.br

Ducati assume operação de motos no Brasil

Em evento realizado nessa segunda-feira, 22/10, em São Paulo (SP), um time
do primeiro escalão da fabricante italiana Ducati, formado por Gabriele Del
Torchio (presidente), Roberto Righi (diretor de vendas) e Francesco
Rapisarda (diretor de comunicação), apresentou os novos planos de atuação da
marca no Brasil a partir do início de 2013.

O encontro serviu ainda para apresentar os responsáveis pela operação
oficial da Ducati no mercado brasileiro: Ricardo Susini, diretor geral, e
Marco Truzzi, gerente de serviços e pós vendas. Os dois executivos estão à
frente da nova subsidiária, a Ducati do Brasil Indústria e Comércio de
Motocicletas Ltda.

Os dirigentes explicaram que a empresa não possui mais nenhum tipo de
relacionamento comercial com o Grupo Izzo (antigo representante) e que a
partir de agora a Ducati do Brasil vai iniciar a produção de motos em
parceria com a Dafra, na sua fábrica em Manaus (AM), para montagem em regime
de CKD.

Logo na entrada do evento estava exposta a cruiser Diavel de pré-série, que
será a primeira moto da marca italiana produzida no brasil. O preço do
modelo nacionalizado não foi divulgado, mas é certo que terá um valor mais
acessível em relação ao importado. Também não há data confirmada para o
início das vendas, que devem acontecer nos primeiros meses de 2013.

A nova estrutura administrativa ficará baseada em São Paulo (SP) e a
produção das motos Ducati na fábrica da Dafra, em Manaus (AM), deverá
começar nas próximas semanas.

"O mercado brasileiro é um dos mais interessantes, além de ser o terceiro
maior do mundo", disse Gabriele Del Torchio, CEO da Ducati Motor Holding
S.p.A., durante o anúncio da criação de Ducati do Brasil.

"Estou muito orgulhoso por fazer parte deste grande empreendimento, eu
passei a minha vida inteira no mundo do motociclismo e agora, fazer parte de
uma marca tão prestigiada, me deixa fortemente motivado para alcançar novas
metas", disse Ricardo Susini, diretor geral da Ducati do Brasil.

Fonte: moto.com.br

Chinesa Shineray 400cc trail foi apresentada na Alemanha

Não sabemos se guenta o tranco, mas é chamativa...

A moto é chinesa e bem desenhada, não sabemos se tem pique para concorrer
com a já conhecida japonesa Honda Falcon 400cc, quanto menos se virá para o
Brasil.

A Shineray Kougar 400R foi apresentada durante a feira Intermot (Alemanha)
ainda como moto-conceito, mas é provável que entre em produção dentre os
próximos dois anos. O produto, assim como todos os chineses no setor de
motos, visa ser alternativo e com preço baixo.

Nesse mundo nada se cria, tudo se copia, principalmente na visão comercial
da China. A Kougar 400R tem estrutura que toma por base a antiga XR 400 da
Honda e emprega motor de 397,2 cc refrigerado a ar montado num quadro
tubular de aço. O estilo além da própria Falcon 400 já citada, vai de
encontro também com a XRE 300 e a frente chega a lembrar até os modelos da
linha GS da BMW, diz ai?

Fonte: RockRiders.com.br

ps: tá mais bonita que a Falcon...

Ducati e KTM têm lojas fechadas por seu representante no Brasil

Grupo Izzo diz ter 'decidido encerrar as atividades comerciais'.
Fabricantes europeias ficam com situação indefinida no país.

Logo da Ducati na Juscelino Kubitschek, em São Paulo teve inscrições
da marca retiradas

O Grupo Izzo fechou, em São Paulo, sua principal loja da Ducati no país, na
Avenida Juscelino Kubitschek. Segundo funcionário, que não quis se
identificar, o último dia de funcionamento foi no sábado passado (6) e o
encerramento das atividades ocorreu sem explicações. Dois dias depois, a
empresa, que é a represente no Brasil da marca italiana de motos, e também
da austríaca KTM, divulgou um comunicado não muito claro aos seus clientes,
falando sobre o rumo de seus negócios.

"Após muitos anos atuando no mercado brasileiro, estrategicamente decidimos
por compactar e encerrar nossas atividades comerciais, compatibilizando
nossas unidades em uma nova configuração mais otimizada e de acordo com o
mercado e cenário atual do país. Sendo assim, manteremos nossa empresa em
plena atividade administrativa", informou a nota, que foi transmitida em
nomes de HDSP e LPAP, empresas do Grupo Izzo.

O G1 tentou contato com todas concessionárias KTM e Ducati, veiculadas ao
grupo, e nenhuma atendeu o telefone. A loja da KTM na Juscelino Kubischek
também não está funcionando. Além dela, a unidade da Avenida dos
Bandeirantes, também em São Paulo, dita como a maior concessionária da marca
austríaca no mundo, fechou há alguns meses. Procurado, o Grupo Izzo não se
manifestou.

A mesma nota distribuída aos clientes diz: "Oportunamente, em um futuro
próximo, comunicaremos o endereço das novas instalações já em procedimento
de reforma para adequação do espaço". Desse modo, KTM e Ducati ficam com as
operações indefinidas no Brasil.

"Estamos em situação litigiosa com o Grupo Izzo e não podemos dar
informações sobre o caso", diz a KTM do Brasil, subsidiária da empresa
austríaca no país, referindo-se a ação na Justiça. "Ainda não temos previsão
de voltar a comercializar motos e estamos focando no pós-vendas", explicou
um representante. A Ducati também foi contatada, diretamente na Itália, mas
não se pronunciou até a publicação da reportagem. Os sites das marcas no
Brasil estão fora do ar.

Problemas com clientes
No site "Reclame Aqui" constam diversas queixas contra Grupo Izzo, em
relação às vendas de motos KTM e Ducati. Clientes reclamam, principalmente,
sobre a demora para o emplacamento e a normalização da documentação.
"Comprei minha moto em setembro de 2011 e só recebi o documento em dezembro
do ano passado, mas em nome do Grupo Izzo, e alienado", afirma Marcel
Santos, 40 anos, gerente jurídico, que adquiriu uma Ducati Hypermotard 796 à
vista.

"Só recebi o documento no meu nome em julho de 2012. Depois disso tudo,
perdi a vontade de andar com a moto e a vendi. Em nove meses, rodei apenas
1.000 km", explica Santos, que mantém ação judicial contra a o grupo.

De acordo com o Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP),
ainda não está muito claro quais serão os rumos da operação da empresa,
porém, é obrigatório que o Grupo Izzo cumpra os termos de garantias das
motos. Além disso, as peças de reposição têm de continuar disponíveis por um
"período razoável" (não há prazo estabelecido no Código de Defesa do
Consumidor).

A empresa também continua responsável pelos eventuais recalls das motos.
Ainda segundo a fundação, os clientes que se sentirem lesados devem procurar
o Procon para obterem seus direitos.

Parcerias do Grupo Izzo

O Grupo Izzo já teve a representação de outras marcas como Triumph, MV
Agusta e Husqvarna. Sua parceria mais importante foi com a Harley-Davidson,
marca da qual vendeu mais de 20 mil motos no país. No final, a empresa
americana entrou com processo contra o Izzo e a ação terminou após acordo
entre as partes. Desde 2011, a Harley tem operação própria no Brasil.

A Triumph também anunciou subsidiária, com montagem de suas motos em Manaus,
e começará a vendar suas motos em novembro. Enquanto isso, a MV Agusta está
atualmente com a Dafra, que monta as motos italianas no país, e a BMW deve
anunciar em breve as vendas de Husqvarna, marca da qual é dona, no Brasil.


Fonte: g1.com

Israelense vai vender bicicleta de papelão por US$ 20

O inventor israelense Izhar Gafni, 50 anos, está prestes a iniciar a
produção em massa de sua mais recente invenção: uma bicicleta feita de
papelão e outros materiais recicláveis, sem nenhuma peça de metal, que
poderá ser comprada por cerca de US$ 20 (cerca de R$ 40).

"Sempre fui fascinado pela aplicação de tecnologias não-convencionais e fiz
isso em várias ocasiões. Na bicicleta, trabalhei quatro anos para acabar com
os pontos fracos estruturais do papelão corrugado", ressalta Izhar Gafni.

"Fazer uma caixa de papelão forte e durável é fácil, mas fazer uma bicicleta
era extremamente difícil e eu tive que encontrar o caminho certo para dobrar
o papelão em várias direções", acrescentou o inventor.

Uma vez pronta para a produção, a bicicleta de papelão não terá nenhum
componente de metal, nem mesmo o mecanismo de freio e os rolamentos da roda
e do pedal, que serão feitos de substâncias recicladas.

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Lançamento da moto Big Trail chinesa Traxx Dunna 600

Lançamento da moto Big Trail chinesa Traxx Dunna 600

Monocilíndrica com preço sugerido de R$ 19.888...

Essa moto foi mostrada no Salão Duas Rodas em outubro de 2011, é a primeira
moto chinesa na categoria das Big Trails a vir para o Brasil. Seu preço é
semelhante ao da Falcon 400cc da Honda.

O preço sugerido é de R$ 19.888, isto é, o mais competitivo do segmento. A
moto tem motor monocilíndrico de 590cc, tanque com capacidade de 19 litros e
desenvolve potência máxima de 35,5 CV. É refrigerada a água e alimentada por
injeção eletrônica.

Em países da América Central, como o Panamá, é uma moto usada pela polícia.

Vem equipada com painel digital com hodômetro total e parcial, marcador de
combustível, conta-giros, indicador de marchas, relógio e uma tomada 12V,
útil, por exemplo, para ligar o GPS.

Tem ainda outros diferenciais: a moto já vem com duas malas laterais e um
bauleto com chaves. Tem também dois anos de garantia.

A chave da moto é codificada, os freios são a disco nas duas rodas, vem com
protetor de cárter e motor, rodas de alumínio de 19 polegadas na dianteira e
17 na traseira, equipadas com pneus de uso misto nas medidas de 100/90 e
130/80.

É esperar para ver a aceitação e a reação do mercado a esse novo modelo.

O que sabemos é que em fevereiro de 2008, realizamos e publicamos aqui no
RockRiders.com.br, uma entrevista com o motociclista Flávio Kenup, que
pilotando uma moto Traxx de 110cc, viajou de Teresópolis/RJ até o Alaska,
ida e volta. Então, não podemos duvidar que com a Dunna 600 dá para ir ainda
mais longe...

Fonte: RockRiders.com.br

ps: vc compraria uma Traxx?? O preço está imbatível...

Homem reencontra sua Harley Davidson na Internet após 30 anos

Uma história de paixão pela motocicleta...

O americano Ed Church, do Estado de Montana, nos Estados Unidos, viveu uma
história de amor na adolescência, que precisou deixar para trás. Mais de 30
anos depois, ele reencontrou o seu objeto de afeição à venda no eBay - site
de comércio eletrônico: sua Harley Davidson. "Eu a tenho de volta", comemora
Church.

A grande história que Church deixou para trás não envolvia namorada ou
proposta de trabalho, mas sim sua Harley Davidson 1958. "A coisa mais linda
que eu já vi", disse Church ao Huffington Post sobre a moto que tinha
enquanto estudante do segundo ano do ensino médio. "Na época não havia
Hondas, você tinha uma Harley ou uma Indian moto", recorda.

Church rodou com sua moto por 13 anos, mas acabou vendendo a Harley depois
que sua filha nasceu. "Eu sabia que tinha cometido um erro. Eu sempre me
perguntei o que aconteceria se eu a encontrasse novamente, mas eu não tinha
muita esperança", disse.

Porém a esperança se confirmou quando se deparou com um anúncio para a moto
no eBay, 32 anos depois da data em que a vendeu. Em sua segunda tentativa,
conseguiu comprá-la novamente. "Nunca desisti. E eu a tenho de volta".

Fonte: Site Terra.com.br

Yamaha faz recall de 3.300 unidades da Midnight Star no Brasil

A Yamaha convoca os proprietários do modelo XVS950 Midnight Star, de anos
2009, 2010 e 2011, para recall no Brasil. No total, 3.300 unidades da custom
participam do chamado. De acordo com a marca, um problema no conjunto do
tubo de alimentação de combustível pode causar o vazamento de combustível e,
por consequência, um incêndio. O recall teve início em 7 de novembro
passado.

Confira os chassis envolvidos:
- A partir de 9C6KN001090000101 até 9C6KN0010C0003400

Os proprietários que tiverem motos que se enquadram nestas especificações
devem entrar em contato com uma concessionária autorizada da Yamaha para
agendar a substituição gratuita do conjunto. Para mais informações, a marca
disponibiliza o telefone 0800 772 8822, no horário comercial.

Fonte: sobremotos.com.br

Harley Davidson expõe moto levada pelo Tsunami do Japão

O Museu da Harley-Davidson tem exposta a mota de Ikuo Yokoyama que esteve à
deriva durante mais de um ano no Oceano Pacífico, depois do tsunami que
devastou zonas do Norte do Japão no ano passado.

A Harley-Davidson FXSTB Softail Night Train de 2004 encontrada da costa da
província de British Columbia (Canadá) por Peter Mark encontra-se exposta a
pedido de Yokoyama, que pediu que a moto fosse preservada no estado em que
agora se encontra e exposta no museu Harley-Davidson como memorial às
vítimas que perderam ou viram as suas vidas mudadas para sempre devido ao
terremoto e tsunami de 2011 no Japão.

Bill Davidson, vice-presidente do Museu Harley-Davidson afirmou: "Esta moto
tem uma história incrível para contar e nós estamos honrados por poder
partilhá-la". A história incrível de sobrevivência e recuperação da moto
teve grande impacto a nível internacional na Internet, depois de Mark a ter
encontrado numa remota praia do Canadá, durante a maré vazia. Peter Mark
descobriu a moto ainda com a matrícula japonesa num contentor onde Yokoyama
mantinha a moto.

Através de contatos com agências internacionais e com representantes da
Harley-Davidson no Japão, foi possível chegar a Yokoyama, que perdeu a sua
casa e vive atualmente num abrigo temporário em Miyagi, no Japão. Ainda
lutando para refazer a sua vida depois do desastre, Yokoyama declinou a
oferta da Harley-Davidson de lhe devolver a moto, apesar de ter ficado grato
pela oferta e pelo carinho que recebeu de "harlistas" de todo o mundo.

O Museu da Harley-Davidson está localizado na 400 West Canal Street em
Milwaukee/EUA e oferece um vislumbre da história e da cultura com nunca
antes foram vistos, através dos olhos da Harley-Davidson Motor Company. O
espaço é um destino muito famoso em Milwaukee e encontra-se aberto durante
todo o ano, recebendo anualmente dezenas de milhares de visitantes.

Fonte: Site Lusomotores, adaptado por RockRiders.com.br

Honda CB 1000R vence prêmio Moto do Ano 2013

A Honda CB 1000R foi anunciada a Moto do Ano 2013 em cerimônia na noite da
última quarta-feira (24/10), em São Paulo (SP). O prêmio organizado pela
revista Duas Rodas é resultado do maior teste comparativo de motocicletas do
mundo, realizado durante os dias 13 e 14 de outubro no Campo de Provas da
Pirelli, em Sumaré (SP).

Cinquenta motos inscritas concorriam ao título, conferido à naked CB 1000R
após as avaliações de sete jornalistas especializados para os quesitos
Motor, Suspensões, Freios, Conforto, Manobrabilidade, Design e
Custo-benefício.

Além da Moto do Ano 2013, eleita ao obter a maior média final segundo os
jornalistas, foram escolhidos os melhores produtos em 12 categorias. Em 15
edições do prêmio, esta foi sem dúvida a mais disputada: as vencedoras de
quatro categorias foram decididas por centésimos e uma delas, a Moto do Ano
na categoria Sport-touring, foi definida por milésimos (média final 9,017
contra 9,015 da Honda VFR 1200F).

Os resultados do teste comparativo tiveram também dois destaques. A única
moto a receber nota 10 de todos os jornalistas foi a esportiva MV Agusta F4,
na avaliação de Design. Já no quesito Custo-benefício, incluído este ano,
empataram com a maior média Honda CB 1000R e Dafra Next 250 (nota 9,7).

Premiações
Naked até 1200cc: Honda CB 1000R (Moto do Ano 2013)
Naked até 800cc: BMW F 800R
Sport: MV Agusta F4
Sport-touring: Kawasaki Ninja ZX-14R
Touring: Harley-Davidson Street Glide
Custom: Harley-Davidson Night Rod Special 1250
Big trail até 1200cc: Yamaha XT 1200Z Super Ténéré
Big trail até 800cc: Kawasaki Versys 650 City ABS
Trail: Honda XRE 300
Street até 300cc: Dafra Next 250
Street até 150cc: Honda CG 150 Fan Flex
Motoneta: Honda Biz 125

Jurados
Arthur Caldeira, agência Infomoto
Celso Miranda, canal BandSports
Cicero Lima, revista Duas Rodas
Leandro Mello, programa AutoEsporte
Roberto Dutra, jornal O Globo
Suzane Carvalho, portal UOL
Téo Mascarenhas, jornal Estado de Minas

Fonte: moto.com.br

Goiano cria miniaturas de motos artesanais e perfeitas

O motociclista Claudio Antonio da Silva, residente no interior de Goiás na
cidade de Minaçu, a partir do ano de 2005 começou a fazer miniaturas de
motos nacionais. Chegou a fazer um curso de pintura automobilística no Senai
para dar acabamento de primeira nas miniaturas.

Claudio tem paixão por motos é tecnólogo em multimídia digital e desenvolve
suas miniaturas com carinho e esmero. Testou várias técnicas e materiais
para desenvolver seu trabalho.

Seu trabalho é divulgado no Blog
http://claudiomotominiaturas.blogspot.com.br/ e cada miniatura feita a mão
custa R$ 180. Em breve ele fará também a miniatura da lendária Yamaha RD
350. Acima na foto, a Honda CB 400, moto pela qual Claudio sempre teve
admiração.

Parabéns ao Cláudio por esse trabalho original e dedicado!

Fonte: RockRiders.com.br, com informações e fotos do Blog da INFOMOTO.

Andressa Urach e Camila Vernaglia

Após a declaração polêmica de que estaria tendo um affair com uma das
vencedoras do Miss Bumbum, a ex-latinete e vice-campeã do concurso,
Andressa Urach, decidiu não mais comentar o assunto. A beldade, no
entanto, foi flagrada em clima de romance com a terceira colocada na
competição, Camila Vernaglia, durante um passeio de lancha. A
informação é da coluna Retratos da Vida, do jornal "Extra".

As beldades estavam com algumas candidatas do concurso, no Guarujá,
litoral de São Paulo, para comemorar o resultado da competição que
escolheu o bumbum mais bonito do Brasil. E entre um churrasco e outro,
Andressa e Camila aproveitaram para namorar.

Será que é apenas fachada, para virar notícia?

fonte: Portal HD

ps: Deus no céu e essas duas na Terra... Tão tirando foto do paraíso!!!!

Cachorro São Bernardo Motociclista

O cachorro cujo nome é Harley, da raça São Bernardo, adora viajar dento do
side car da moto do seu dono, o americano Alan.

Tanto Alan quanto sua esposa Tina Valkeith adoram viajar de moto e ao mesmo
tempo amam o "Harley", sempre que viajavam ficavam preocupados em deixá-lo
sozinho em casa, até que um dia experimentaram levar o "Harley" dentro de um
side car, a experiência deu muito certo. Agora, "Harley" viaja sempre com
seus donos.

Para proteger os olhos do cão, os donos adaptaram um óculos e ganhou também
um capacete. Não foi tarefa fácil encontrar e adaptar esses acessórios,
visto o tamanho do "Harley", "fácil mesmo é viajar com o Harley, além de ele
adorar o vento no focinho, não precisamos mais passear com ele de carro, era
incômodo ele com a cabeça para fora da janela, agora sim ele está curtindo
muito os passeios e nós também, somos atração onde passamos", diz Allan, o
dono do "Harley" que roda numa Honda Gold Wing com Side Car.

Fonte: RockRiders.com.br

Vespa se renova com lançamento da 946, inspirada nos projetos pós-guerra da marca

O scooter mais famoso do mundo chegará renovado a 2013 com o novo modelo
946, uma referência a 1946 e os projetos da marca no pós-guerra.


Apresentada pela Piaggio (detentora da marca) no Salão de Milão e prometida
para o segundo trimestre de 2013, a 946 é a versão definitiva do conceito
apresentado no ano passado.


A tecnologia empregada no lançamento é atual, com motor 4 tempos de 1
cilindro e 125cc, 3 válvulas e injeção eletrônica (potência de 11,6 cv) já
usado no modelo de entrada Vespa S. ABS e até um inesperado controle de
tração – afinal, a transmissão é automática CVT – fazem parte do pacote de
modernidade, que inclui painel de LCD e conjunto ótico com LEDs.


Na traseira, o amortecedor a gás está montado horizontalmente e tem
pré-carga ajustável em quatro posições, assim como na Vespa S. No Brasil, a
Vespa é importada oficialmente pela PVGA, que conta com revendedoras em São
Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Kawasaki apresenta a Ninja 300 para o mercado brasileiro

A Kawasaki apresentou para a imprensa na tarde desta terça-feira, 13 de
novembro, o seu novo lançamento para o mercado brasileiro, a Ninja 300. O
modelo que foi lançado em agosto na Indonésia, e em setembro na Europa e nos
EUA, já era aguardado no Brasil e estará disponível no mercado já no mês de
dezembro, com preço a partir de R$ 17.990.

A Ninja 300 já está sendo fabricada em Manaus no lugar da antiga Ninja 250R,
que não seguira no mercado. Entretanto, a Kawasaki comercializará o modelo
antigo até o término do estoque com preço de R$ 13.990. A previsão é que a
nova Ninja 300 chegue ás concessionárias na primeira quinzena de dezembro.

O design da Ninja 300 é totalmente diferente e superou as expectativas, não
foram aproveitadas quase nada do modelo anterior, a Ninja 250R. Um novo
conjunto de carenagens foi adotado tornando a parecida com as ninjas maiores
com os piscas laterais integrados. Sua frente mudou completamente, recebeu
novo conjunto ótico duplo e uma nova bolha, que sustenta os novos
retrovisores. O modelo recebeu também novas rodas, semelhantes as da ZX-14R,
um novo escapamento e novos bancos, mais estreitos para melhor encaixe das
pernas.

Atendendo á pedidos dos consumidores a Kawasaki decidiu incluir também
alguns itens cobrados por seus clientes. A Ninja 300 vem equipada com um
novo painel digital com marcador de combustível, odômetros total e parciais
(A e B), relógio e modo econômico de pilotagem. O conta-giros é analógico e
possui um design bonito. O pneu traseiro passou para a medida de 140/70, e o
dianteiro continua o mesmo 110/70. Também foi incluído o lampejador de farol
alto ao modelo.

O coração da nova Ninja 300 é o novo motor bicilíndrico de 296 cilindradas
com refrigeração líquida, capaz de gerar 39 cavalos de potência e torque
para 2,8 kgfm. Oferece um melhor desempenho em baixas rotações devido a seus
novos componentes e possui respostas muito mais rápidas em comparação com a
Ninja 250R.

Outro destaque na Ninja 300 é o seu sistema de embreagem deslizante,
presente nas superesportivas, que tem como finalidade diminuir o arrasto do
pneu traseiro e o risco de perda de aderência em reduções bruscas de
velocidade. Também foi adotada a função assistida, que se traduz em um
manete de embreagem bastante suave.

Apesar de receber mudanças significativas, o peso da Ninja 300 permaneceu
quase o mesmo, com 172 kg em ordem de marcha e 174 kg na versão equipada com
ABS. O conjunto de suspensões e freios é praticamente os mesmo.

A Ninja 300 estará disponível nas cores verde (lime Green), branco (pearl
stardust white) e preto (ebony) para a versão mais simples com preço
sugerido de R$ 17.990 e na cor verde com preto na versão com ABS , por R$
19.990. (preço-base no estado de São Paulo , não incluso frete e seguro). A
Garantia de fábrica é de 1 ano sem limite de quilometragem.

Fonte: moto.com.br

Felipe Zanol é hospitalizado após sofrer queda nos Estados Unidos

O piloto brasileiro Felipe Zanol, de 31 anos, foi hospitalizado na
terça-feira (5) após sofrer uma queda durante os testes para o Rally Dakar
na região do deserto de Mojave, na Califórnia (Estados Unidos). O acidente
ocorreu próximo à cidade de Barstow, a 185 quilômetros de Los Angeles. A
equipe ainda não divulgou informações sobre o estado de saúde do piloto
brasileiro.


Zanol treinava com a CRF 450 Rally para a disputa de seu segundo Rally
Dakar. No primeiro, correndo com uma KTM, o mineiro ficou na 10ª posição
geral – a melhor entre os não europeus. No último mês de agosto, já como
piloto oficial Honda, ele venceu o Rally dos Sertões com boa vantagem sobre
o 2º colocado, Dário Júlio.

Em outubro, Zanol participou do Rally dos Marrocos e foi 7º colocado,
conquistando o melhor resultado entre os cinco pilotos oficiais Honda – o
português Helder Rodrigues, o britânico Sam Sunderland, o argentino Javier
Pizzolito e o americano Johnny Campbell completam a equipe. Todos estavam no
deserto do Mojave para os últimos testes de durabilidade antes do Dakar; o
planejamento era percorrer 4.000 km, metade do percurso da competição
sul-americana.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Kymco XCiting 400i

A Kymco apresentou vários modelos de novos scooters na última feira de Milão
realizada em novembro, dentre os quais se destacou o XCiting 400i.

As novas linhas do modelo 2013 ficaram mais modernas e o motor
monocilíndrico foi denominado de "G5" (Geração Cinco) de 399 cc alimentado
por injeção capaz de entregar a potência máxima de 35,4 HP a 7.500 rpm e
torque máximo de 37 Nm a 6.000 rpm. O chassi recebeu mais reforços para
vibrar menos e prover mais conforto, mas é razoavelmente pesado, tendo 193kg
(seco). O freio é com disco duplo e pinças flutuantes.

O conjunto ótico dianteiro é duplo e ganhou complemento de LED DRL (Day-time
Running Light). A lanterna traseira também é com LED. O painel de
instrumentos é analógico e complementado por tela de LCD. Junto ao frontal
há um compartimento de bagagens, um porta-luvas, e tomada de 12V, sob o
assento espaço para armazenamento de um capacete integral.

Fonte: sobremotos.com.br

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Žena na prozoru

Interesantan. Žena na prozoru significa "Mulher na Janela".

É uma escultura de Vera Krahlj e pode passar despercebida na rua
Tkalciceva em Zagreb, porque poucos a ligam ao seu real significado,
que no Brasil é o mesmo: mulher na janela tá esperando cliente...

É porque a rua Tkalciceva no princípio do século 20 era, de fato, a
zona da luz vermelha, depois reformada e revitalizada pela prefeitura,
se tornou uma rua alegre e de intenso fluxo de turistas e cheia de
bares.

Mas a artista fez questão de lembrar a verdadeira vocação da rua,
deixando essa estátua no meio dela.

Genial!

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Nova KTM 390 Duke também terá versões sport-touring e com carenagem

Após o lançamento no Salão de Milão, CEO da fabricante austríaca antecipa
planos para 2014

O CEO da KTM, Stefan Pierer, afirmou em entrevista à TV indiana que para
2014 lançará versões esportiva e sport-touring da nova 390 Duke. A naked
apresentada no Salão de Milão no mês passado começará a ser vendida apenas
no segundo semestre de 2013, com motor de 1 cilindro e 44 cv, e é candidata
à montagem em Manaus (AM), além de ser a próxima aposta da marca para o
mercado americano.

A versão esportiva faria referência à participação da marca austríaca no
campeonato mundial de motovelocidade (categoria Moto3), enquanto a
sport-touring teria layout"aventureiro" derivado da linha 990 SMT. A
entrevista foi motivada pela sociedade com a fabricante indiana Bajaj, dona
de 47% do capital da KTM, que participou intensamente do processo de
desenvolvimento da família Duke de baixa cilindrada, que tem como foco os
mercados emergentes asiáticos.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Moto e carro do Batman são arrematados por R$ 360 mil

A casa de leilões RM Auctions, na Flórida (EUA), ofereceu no último sábado
(1º/12) dois veículos da clássica série de televisão Batman. O lote com a
Batcycle Yamaha Catalina 250 e uma réplica perfeita do Batmóvel foi
arrematado pela quantia de US$ 170,5 mil (cerca de R$ 360 mil).

As peças faziam parte da coleção de John Staluppi, composta por centenas de
automóveis e motocicletas famosos e antigos.

Fonte: moto.com.br

Danseurs Foutrement

Danseurs de la chorégraphie Foutrement, qui sera présentée au théâtre
Lachapelle du 6 au 10 avril 2010.

Crédit photo: Tobie Marier Robitaille

Gostei da foto...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Harley-Davidson lança linha 2013 no Brasil

A Harley-Davidson do Brasil apresenta seus lançamentos para o mercado
nacional com destaque para os quatro modelos da edição especial e limitada
em celebração aos 110 anos da marca. O novo conceito de cores Hard Candy
Custom e duas variações do modelo Sportster 1200 Custom completam as
novidades apresentadas no País para 2013.

"Mais uma vez, a Harley-Davidson traz para o Brasil as grandes novidades da
marca em nível mundial. As motocicletas da edição comemorativa de 110 anos
são autênticas jóias e peças de coleção para nossos fãs, principalmente
devido à sua produção limitada", afirma Longino Morawski,
diretor-superintendente Comercial da Harley-Davidson do Brasil.

Confira os modelos que chegam ao mercado brasileiro e suas principais
características:

Edição comemorativa 110 anos
O ano de 2013 representa um grande marco na história da Harley-Davidson, no
qual a fabricante de motocicletas mais famosa do mundo completará 110 anos.

Para celebrar esta data, a Harley-Davidson vai produzir uma série limitada
de modelos, dos quais quatro serão comercializados no Brasil: Dyna Super
Glide Custom 110 Anniversary Edition, Fat Boy Special 110 Anniversary
Edition, Heritage Softail Classic 110 Anniversary Edition e Electra Glide
Ultra Limited 110 Anniversary Edition.

As principais características de todos os modelos desta edição comemorativa
são a pintura exclusiva em dois tons (Vintage Black e Vintage Bronze); o
medalhão dos 110 anos no tanque; a logomarca composta pelo Bar&Shield da
Harley-Davidson e uma asa, com a descrição "110th 1903 – 2013" no para-lama;
número de série da motocicleta destacado em cada unidade e itens de
acabamento únicos, como tampas do comando de válvula, da primária e do
filtro de ar, além de assento diferenciado em duas cores.

A Dyna® Super Glide® Custom 110th Anniversary Edition é a versão especial do
modelo que representa o autêntico estilo custom da Harley-Davidson. Equipada
com o motor Twin Cam 96™ de 1600 cm³, transmissão de seis velocidades
Six-Speed Cruise Drive®, freios com ABS de série e computador de bordo, a
Dyna® Super Glide® Custom 110th Anniversary Edition tem preço sugerido de R$
41.900,00.

A Fat Boy® Special 110th Anniversary Edition é a versão comemorativa de um
ícone do motociclismo mundial. A aparência dark com detalhes em cromo
acetinado são características mantidas nessa edição. Na parte mecânica, o
modelo segue com o motor Twin Cam 96B™ de 1600 cm³, transmissão de seis
velocidades Six-Speed Cruise Drive®, escapamento duplo estilo shot gun e
freios com ABS de série. A Fat Boy® Special 110th Anniversary Edition chega
às concessionárias com o preço sugerido de R$ 53.500,00.

A Heritage Softail® Classic 110th Anniversary Edition torna um dos modelos
mais clássicos e tradicionais da Harley-Davidson em uma motocicleta ainda
mais preciosa. Na parte mecânica, o conjunto do powertrain é composto pelo
motor Twin Cam 96B™ de 1600 cm³, transmissão de seis velocidades Six-Speed
Cruise Drive® e freios com ABS de série. O preço sugerido da Heritage
Softail® Classic 110th Anniversary Edition é de R$ 54.900,00.

A Electra Glide® Ultra Limited 110th Anniversary Edition proporciona ainda
mais exclusividade e diferenciação ao modelo mais completo da família
Touring. Com motor Twin Cam 103TM de 1700 cm³ e transmissão de seis
velocidades Six-Speed Cruise Drive®, o modelo tem suspensão traseira
ajustável a ar e freios Brembo® com discos duplos na dianteira e ABS de
série.

O conforto se faz presente pelas manoplas aquecidas, sistema de áudio
premium Harman/Kardon® com quatro alto-falantes, cruise control, saddlebags
rígidas pintadas na cor da moto com trava na chave, espaçoso Tour-Pak® com
rack de bagagem, assentos de dois níveis com encosto para o passageiro e
tanque de combustível com capacidade de 23 litros. A Electra Glide® Ultra
Limited 110th Anniversary Edition chega às concessionárias com o preço
sugerido de R$ 74.900,00.

Os modelos da edição comemorativa de 110 anos significam muito mais do que
uma motocicleta singular. Tratam-se de autênticas preciosidades de quem vive
a arte e a história do motociclismo há mais de 100 anos.

Novo conceito de cores Hard Candy Custom
Inspirada nas clássicas motocicletas choppers do fim dos anos 60, as cores
Hard Candy CustomTM da Harley-Davidson trazem de série um estilo de pintura,
até então, só encontrado em algumas motocicletas customizadas nas oficinas e
garagens especializadas.

Para se chegar nesse tom único, e com a qualidade de acabamento que só pode
ser encontrada em uma Harley-Davidson, são utilizados flocos extremamente
sensíveis, com geometria única, aplicados sobre uma camada de resina
resistente e brilhante, polido até que fique perfeitamente liso. O processo
é repetido até oito vezes em cada peça, a fim de garantir uma qualidade
perfeita antes de encerrar com uma última camada de resina transparente e
brilhante.

Além disso, a pintura será finalizada com a logomarca especial da pintura
Hard Candy CustomTM em cada modelo.

Das três cores lançadas pela Harley-Davidson, duas estarão presentes no
Brasil, cada uma em uma motocicleta diferente: a Blackline® contará com a
cor Hard Candy Coloma Gold, enquanto a Softail® Deluxe terá a Hard Candy
Lucky Green.

Sportster® 1200 Custom – novas versões
Introduzindo o conceito de customização direto da fábrica, algo que só pode
ser imaginado em uma Harley-Davidson, um dos modelos de maior sucesso da
marca em 2012 ganhará duas novas versões em 2013. Além da tradicional
Sportster® 1200 Custom, os clientes brasileiros poderão escolher ainda duas
outras versões batizadas de Sportster® 1200 Custom Limited.

A XL 1200CA – Sportster® 1200 Custom Limited traz como diferenciais em
relação ao modelo XL 1200C a pintura exclusiva em dois tons, acabamento do
motor em preto, guidão drag bar, rodas escurecidas e comandos com montagem
central.

Já a XL 1200CB – Sportster® 1200 Custom Limited conta com pintura Black
Denim (preta fosca) exclusiva, acabamento do motor em preto, rodas raiadas
com aro preto e guidão Mini Ape.
O preço sugerido das duas versões da 1200 Custom é de R$ 36.500,00.

"Para 2013, estamos focando no lançamento de uma série muito especial
comemorativa dos 110 anos. Essa edição exclusiva, com cerca de 180 unidades,
é composta por verdadeiras joias que se tornarão clássicas. Do mesmo modo,
queremos expandir o conceito de customização de fábrica por meio das novas
versões da Sportster® 1200 Custom e a nova pintura Hard Candy Custom™ para
os modelos DeLuxe e Blackline®", afirma Júlio Vitti, gerente de Marketing,
Produtos e Relações Públicas da Harley-Davidson do Brasil.

Fonte: moto.com.br

Translate