Other stuff ->

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Motociclista de 90 anos continua na ativa e rodando de Hayabusa!

Tem pessoas que completam 60 anos e aposentam sua paixão por motocicletas,
alegando questões de saúde.

Mas, todo bom motociclista sabe que para mantermos nossa saúde, pilotar uma
motocicleta é fundamental! Ao menos é assim que pensa o motociclista de 90
anos, de Campina Grande/PB, conhecido como "Tio Bel" que continua na ativa e
pilotando nada mais, nada menos, que uma Suzuki Hayabusa! É mole?

Foto: Tio Bel (o da direita) ao lado do motociclista Cicero Paes.

Fonte: informação e foto captada no site do motociclista Cicero Paes -
www.ciceropaes.com.br

Primeiro motoclube feminino do mundo árabe

O ronco dos motores de várias motos Harley-Davison, Honda Shadow, Yamaha
FZR, entre outras, ecoa pelas ruas de Casablanca, no Marrocos, indicando que
vem aí mais uma confraria de motociclistas, mas desta vez pode ser um grupo
diferente. Isso porque quem está usando essa rota de passeio com mais
frequência é o motoclube Miss Bike Morocco, uma associação de mulheres
motociclistas, considerada a primeira do gênero no tradicional mundo árabe.

As protuberantes motocicletas são conduzidas por mulheres apaixonadas por
motos com idades entre 22 e 50 anos. O Miss Bike Morocco foi criado por
Dalila Mosbah, presidente da associação e mãe de três filhos motociclistas,
que ressalta que sua paixão pelas motos começou cedo, aos 16 anos de idade.
Ela teve a ideia de montar um motoclube de mulheres depois de percorrer a
Rota 66, nos Estados Unidos.

Os encontros sociais do Miss Bike Morocco acontecem sempre na orla de
Casablanca, um dos pontos turísticos da cidade. Por questões culturais e de
segurança, as motociclistas fazem o trajeto sempre acompanhadas por seus
maridos, que fazem uma espécie de escolta. Dalila Mosbah espera que mais
mulheres participem do grupo e pretende desenvolver atividades sociais, a
exemplo do que fazem vários motoclubes no mundo.

Fonte:

Equipe MOTO.com.br

Honda apresenta Crosstourer na Europa

A Honda reuniu a imprensa europeia no município de Tarragona, na Espanha,
para apresentar oficialmente a nova big trail Crosstourer.


Segundo a marca japonesa, a moto chegará às concessionárias em abril e o
preço confirmado para o Reino Unido foi de 12,325 libras, o que equivale a
pouco mais de R$ 33 mil.


Apresentada como conceito durante o Salão de Milão de 2010 e confirmada como
modelo de linha no ano passado, a Honda Crosstourer conta com motor V4 de
1200cc e um sistema de embreagem dupla (TCT), ambos da VFR 1200F, que a
marca japonesa também comercializa no Brasil desde o ano passado.


Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Britânicos passam 58 semanas da vida no trânsito

Um estudo feito pela Continental Tyres ouviu dois mil motoristas no Reio
Unido e concluiu que os entrevistados passam 58 semanas da vida no trânsito
(pouco mais que um ano). Segundo a pesquisa, em média os britânicos
percorrem uma distância de aproximadamente 45 km entre casa e trabalho.


Esse percurso leva em torno de 45 minutos para ser completado, incluindo 12
minutos perdidos em fatores de atraso, como congestionamentos, por exemplo,
o que corresponde a 5 dias e meio perdidos em um ano e 58 semanas de uma
vida inteira.


Em contrapartida, de acordo com outro estudo feito pela campanha GetOn, que
trabalha pela difusão da motocicleta como meio de transporte na região, ir
para o trabalho pilotando pode economizar 306 horas por ano e ainda é capaz
de economizar mil libras em comparação com um carro.


Fonte:

Moto.com.br

Moto Honda tem presidente brasileiro

É a primeira vez que um brasileiro ocupa a presidência da Moto Honda da
Amazônia. Issao Mizoguchi (foto) assume o cargo em 1º de abril, além de ser
promovido também à vice-presidente sênior da Honda South America. Hoje ele é
vice-presidente comercial da empresa, bem como vice-presidente da Moto Honda
da Amazônia e da Honda Automóveis do Brasil.

Formado em engenharia mecânica, Mizoguchi ingressou na Honda em 1985, onde
teve participação importante nos resultados alcançados pela empresa no setor
de motocicletas.

Desde 2009 ele também foi muito atuante na operação de automóveis. Masahiro
Takedagawa, atual presidente da Moto Honda da Amazônia, permanecerá como
presidente da Honda South America e da Honda Automóveis do Brasil, sendo o
responsável por todos os negócios da empresa na América do Sul.

A Honda está no Brasil desde 1971, quando começou a importar. Em 1976
começou a produzir motocicletas em Manaus (AM). A Moto Honda da Amazônia é
atualmente a maior fabricante de motos do país. Em 2011 a empresa atingiu a
marca acumulada de 15 milhões de unidades produzidas, no país a empresa
detém quase 80% do mercado de motocicletas. É o único país do mundo onde a
Honda tem essa enorme participação.

Em 1992 a Honda Automóveis do Brasil entrou no mercado automobilístico
brasileiro também por meio de importações e, a partir de 1997, com a
produção nacional de automóveis em Sumaré (SP), tendo ultrapassado
recentemente o volume de 900 mil veículos produzidos.

Fonte: InterpressMotor.com.br

Facção do Contestado - Primeiro aviador de guerra brasileiro morre antes do ataque final

Ricardo Kirk era pioneiro da aviação militar e tinha como missão participar
de repressão aos rebeldes

11 de fevereiro de 2012 | 18h 00

Leonencio Nossa e Celso Júnior

O Contestado marcou o início do uso de aviões de combates no Brasil - e a
estreia foi marcada por uma tragédia. O tenente fluminense Ricardo Kirk,
formado na École d'Aviation d'Etampes, em Paris, de 39 anos, morreu na tarde
de 1.º de março de 1915, quando o avião que pilotava - um aeroplano, motor
90HP, com asa para-sol - caiu durante o voo entre União da Vitória e
Caçador.

A morte de Kirk, um pioneiro da aviação militar, pegou de surpresa os
oficiais que se deslocavam para o reduto dos rebeldes.

A princípio, a missão do tenente era fazer voos de reconhecimento das
áreas tomadas pelos caboclos
e auxiliar nas posições de tiro e no avanço da infantaria.

O general Setembrino de Carvalho, comandante da campanha, havia solicitado
ao Ministério da Guerra o deslocamento do tenente Kirk para Santa Catarina
ao avaliar que as tropas desconheciam o terreno.

O piloto, que fazia exibições públicas no Rio de Janeiro, viajou de
locomotiva com dois aeroplanos. Num incêndio no trem, durante a viagem, uma
das aeronaves foi destruída - mas Kirk conseguiu outros dois aparelhos e
abriu campos de pouso em União da Vitória, Caçador e na Fazenda Claudino, de
onde ele iria decolar para o reconhecimento de Santa Maria.

Na propriedade, tomada por grandes araucárias, os militares estenderam
lençóis em cima das
árvores para identificar e sinalizar a proximidade da pista de pouso.

Após a morte de Kirk, os militares desistiram de usar aviões no conflito.

O que significa @ no e-mail?

Durante a Idade Média os livros eram escritos pelos copistas, à mão.
Precursores dos taquígrafos, os copistas simplificavam seu trabalho
substituindo letras, palavras e nomes próprios por símbolos, sinais e
abreviaturas. Não era por economia de esforço nem para o trabalho ser
mais rápido (tempo era o que não faltava, naquela época!). O motivo
era de ordem econômica: tinta e papel eram valiosíssimos.

Assim, surgiu o til (~), para substituir o m ou n que nasalizava a
vogal anterior. Se reparar bem, você verá que o til é um enezinho
sobre a letra.

O nome espanhol Francisco, também grafado Phrancisco, foi abreviado
para Phco e Pco ? o que explica, em Espanhol, o apelido Paco.
Ao citarem os santos, os copistas os identificavam por algum detalhe
significativo de suas vidas. O nome de São José, por exemplo, aparecia
seguido de Jesus Christi Pater Putativus, ou seja, o pai putativo
(suposto) de Jesus Cristo. Mais tarde, os copistas passaram a adotar a
abreviatura JHS PP, e depois simplesmente PP. A pronúncia dessas
letras em sequência explica por que José, em Espanhol, tem o apelido
de Pepe.

Já para substituir a palavra latina et (e), eles criaram um símbolo
que resulta do entrelaçamento dessas duas letras: o &, popularmente
conhecido como e comercial, em Português, e, ampersand, em Inglês,
junção de and (e, em Inglês), per se (por si, em Latim) e and.

E foi com esse mesmo recurso de entrelaçamento de letras que os
copistas criaram o símbolo @, para substituir a preposição latina ad,
que tinha, entre outros, o sentido de casa de.

Foram-se os copistas, veio à imprensa - mas os símbolos @ e &
continuaram firmes nos livros de contabilidade. O @ aparecia entre o
número de unidades da mercadoria e o preço. Por exemplo: o registro
contábil 10@£3 significava 10 unidades ao preço de 3 libras cada uma.

Nessa época, o símbolo @ significava, em Inglês, at (a ou em)
No século XIX, na Catalunha (nordeste da Espanha), o comércio e a
indústria procuravam imitar as práticas comerciais e contábeis dos
ingleses. E, como os espanhóis desconheciam o sentido que os ingleses
davam ao símbolo @ (a ou em), acharam que o símbolo devia ser uma
unidade de peso. Para isso contribuíram duas coincidências:

1 - a unidade de peso comum para os espanhóis na época era a arroba,
cujo inicial lembra a forma do símbolo;

2 - os carregamentos desembarcados vinham frequentemente em fardos de
uma arroba. Por isso, os espanhóis interpretavam aquele mesmo registro
de 10@£3 assim: dez arrobas custando 3 libras cada uma. Então, o
símbolo @ passou a ser usado por eles para designar a arroba.

O termo arroba vem da palavra árabe ar-ruba, que significa a quarta
parte: uma arroba ( 15 kg , em números redondos) correspondia a 1/4 de
outra medida de origem árabe, o quintar, que originou o vocábulo
português quintal, medida de peso que equivale a 58,75 kg .

As máquinas de escrever, que começaram a ser comercializadas na sua
forma definitiva há dois séculos, mais precisamente em 1874, nos
Estados Unidos (Mark Twain foi o primeiro autor a apresentar seus
originais datilografados), trouxeram em seu teclado o símbolo @,
mantido no de seu sucessor - o computador.

Então, em 1972, ao criar o programa de correio eletrônico (o e-mail),
Roy Tomlinson usou o símbolo @ (at), disponível no teclado dessa
máquina entre o nome do usuário e o nome do provedor. E foi assim que
Fulano@Provedor X ficou significando Fulano no provedor X.

Na maioria dos idiomas, o símbolo @ recebeu o nome de alguma coisa
parecida com sua forma: em Italiano, chiocciola (caracol); em
Sueco,snabel (tromba de elefante); em Holandês, apestaart (rabo de
macaco).

Em alguns, tem o nome de certo doce de forma circular:
shtrudel, em iídisch; strudel, em alemão; pretzel, em vários outros
idiomas europeus. No nosso, manteve sua denominação original: arroba.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Financiamento ainda é preferência entre motociclistas

De acordo com um relatório divulgado pela Associação Nacional de Empresas
Financeiras das Montadoras (ANEF), financiamento continuou sendo a forma
mais recorrente para a aquisição de motocicletas em 2011.

Segundo a ANEF, esse tipo de modalidade é procurada por 52% dos
consumidores, seguida pelo sistema de Consórcio com 27%.

As vendas de motos feitas à vista somam 21% enquanto o sistema Leasing
permanece inexpressivo no setor, fechando com 1%.

Ao todo, quase dois milhões de motos foram emplacadas em 2011, segundo dados
da Fenabrave.

Fonte:
Agência Infomoto

O que somos..Maçonaria

Muitos acham isso mesmo...

Translate