Other stuff ->

quinta-feira, 11 de abril de 2013

União Europeia torna obrigatório ABS em motocicletas

A partir de 2016, os sistemas antibloqueio de frenagem (ABS) serão
introduzidos como equipamento original para um número maior de motos
na União Europeia. No início de março, foi aprovada uma legislação
cujo objetivo é reduzir ainda mais o número de acidentes de trânsito.
Só em 2011, cerca de 5 mil motociclistas morreram nas estradas da
Europa.

"A utilização do ABS pode impedir mais de um quarto de todos os
acidentes de moto com danos pes soais", diz Gerhard Steiger,
presidente da divisão Chassis Systems Control da Bosch, segundo estudo
sobre acidentes conduzido pela empresa.

A Bosch fabrica o sistema antibloqueio de frenagem para motos desde
1994 e já vendeu cerca de 750 mil sistemas até hoje. Em 2010, a
empresa lançou uma geração de ABS projetado especificamente para motos
e, desde então, vem trabalhando no desenvolvimento continuo de funções
adicionais que visam melhorar o desempenho do sistema.

De acordo com a nova legislação da UE, será obrigatório instalar um
sistema antibloqueio de frenagem para todas as motos que tenham
motorização superior a 125 cc. A partir de 1° de janeiro de 2016, isso
será aplicado em motos às quais será concedida a homologação e, a
partir de 2017, para todos os modelos.

Além disso, será exigido que veículos de duas rodas, com motorização
de acima de 50 cc até 125 cc, tenham ABS ou pelo menos sistema de
frenagem combinado (CBS - Combined Brake System). Esse sistema
trabalha com os freios dianteiro e traseiro mecanicamente, resultando
que ambas as rodas sejam simultaneamente desaceleradas durante a
frenagem.

No entanto, essa solução não regula a pressão do freio - o que
significa que as rodas ainda podem travar. Após a ratificação pelo
Parlamento Europeu e pelo Conselho de Ministros da União Europeia, a
norma já foi publicada no Diário Oficial e, portanto, está
oficialmente em vigor.

Segundo pesquisa realizada pela Bosch, com base em estatísticas de
vendas, no Brasil apenas 1% das novas motocicletas vendidas entre
janeiro e dezembro de 2012 saíram de fábrica equipadas com os freios
ABS. Entre essas, nenhuma moto com menos de 250cc, que representa o
maior segmento do Brasil com mais de 90% de participação de mercado.
Em contrapartida, em 2012, 41% dos carros novos registrados já
contavam com ABS.

Segundo estudo realizado pelo Banco de Dados de Acidentes da Alemanha,
o GIDAS, 47% dos acidentes com motos são causados por frenagem
equivocada ou hesitante. O ABS resolve este problema e permite uma
frenagem mais segura e eficiente. Diversos estudos científicos
comprovam que o ABS é o sistema com mais alto potencial de segurança.

Fonte: moto.com.br

Multa será convertida para advertência, a partir de julho

A partir de 1º de julho, entra em vigor a resolução do Conselho
Nacional de Trânsito (Contran), que substituirá a multa para
condutores que cometerem infrações médias (puníveis com 4 pontos na
Carteira Nacional de Habilitação) ou leves (3 pontos) por advertências
escritas. A informação é do Departamento de Trânsito de São Paulo
(Detran-SP), que está adequando o seu sistema em todo o Estado.

Porém, se você se animou com a possibilidade de receber uma
advertência ao invés de uma multa, saiba que a aplicação da
advertência caberá somente aos motoristas flagrados cometendo a
infração leve ou média pela primeira vez, em um período de 12 meses.

Além disso, independentemente de ser ou não a primeira infração leve
ou média do condutor, a notificação com o valor e pontuação será
enviada ao endereço de registro do veículo. Cabe ao condutor que não
tenha recebidos multa no período de um ano solicitar a conversão para
advertência.

Caso fique provado que o condutor apresenta um bom comportamento no
trânsito, a infração não irá gerar pontos para o condutor, que também
não terá que pagar o valor da multa.

Fonte: moto.com.br

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Detran-DF apreende moto campeã de multas com 343 infrações

Proprietário deve R$ 33 mil em multas...

O Detran-DF (Departamento de Trânsito do DF) retirou das ruas do
Distrito Federal uma moto que tem 343 infrações, sendo 90% delas por
excesso de velocidade. A moto é uma Honda CG 150 de cor preta e é
considerada pelo departamento a campeã de multas em toda a capital
federal.

O veículo estava sendo monitorado pelos agentes de trânsito há alguns
meses por meio da Operação Cartas Marcadas. Na manhã desta terça
(09/04/2013) ela foi vista trafegando em uma rua de Ceilândia Sul,
região administrativa do DF, local onde várias notificações foram
registradas.

Interessante como um orgão publico é tão eficiente para apreender uma
moto com várias multas e tão ineficaz em prender politicos corruptos.

Durante a abordagem, os fiscais descobriram que o condutor não estava
com o documento do veículo, que pertence a outra pessoa.

Ao todo, o proprietário da moto deve R$ 33 mil aos cofres públicos em
multas, taxas e impostos. O departamento informou que somente em 2012
foram computados R$ 14 mil em multas contra essa moto.

O veículo foi apreendido e levado ao depósito do Detran-DF no Plano
Piloto, área central de Brasília. A Operação Cartas Marcadas tem como
objetivo tirar de circulação veículos que acumulam grande quantidade
de multas.

Só falta descobrirem que o proprietário da moto é um deputado ou
senador federal, ai as multas devem ser liberadas, não é mesmo? Por
outro lado, esse prejuízo de pouco mais de R$ 33 mil é quase nada,
comparado com o prejuízo bilionário causado pelos políticos corruptos
da Capital Federal.

Fonte: Portal de notícias R7, adaptado por RockRiders.com.br.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Moto minimalista Bobber Nimbus 1950

Construídas na Dinamarca entre os anos de 1934 até 1959, foram
produzidas mais de 12.000 motos Nimbus, com quatro motores em linha
reta, 750cc.

Essa das fotos foi personalizada por um americano que investiu 60 mil
dólares na máquina. Nos EUA, as motos da Harley Davidson são as
predominantes, por lá, para se diferenciar não basta customizar uma
Harley, existem centenas de milhares delas. Por isso, alguns
motociclistas optam por projetos únicos feitos em máquinas raras, como
essa Nimbus.

Mas, nesse caso vale lembrar que embora o motor da Nimbus seja de
750cc, só tem 22 cavalos de potência, segundo o dono da motocicleta
era isso que ele queria, uma bela moto mas que o fizesse andar
devagar.

Fonte: RockRiders.com.br

segunda-feira, 8 de abril de 2013

BMW vai produzir motocicletas abaixo de 500cc

BMW vai produzir motocicletas abaixo de 500cc


Aladim Lopes Gonçalves

Após alguns meses de muita conversa e várias rodadas de negociações, a
BMW Motorrad anuncia uma parceria estratégica com o grupo indiano TVS
Motor Company para a produção de motocicletas abaixo de 500cc. A
divulgação do acordo de cooperação entre os dois fabricantes é tratada
pela marca alemã como realinhamento estratégico.

Segundo o comunicado oficial, as motos produzidas a partir da parceria
entre BMW e TVS poderão ser comercializadas pelas duas empresas em
todos os mercados em que estiverem presentes, seja com logo da marca
alemã ou do grupo indiano.

Para a BMW, a notícia representa o ingresso em um segmento novo e que
vem crescendo muito nos últimos anos, tanto em mercados tradicionais,
como os Estados Unidos e Europa, e nos mercados com forte potencial
para motos de baixa e média cilindrada, como América Latina e Ásia.

O presidente da BMW Motorrad, Stephan Schaller (foto), ressalta a
importância desse acordo para os planos de crescimento da BMW em
escala global, tendo em vista questões como a necessidade de atuar em
novos segmentos, as mudanças nos mercados, o desenvolvimento
demográfico e as demandas com as questões ambientais.

No Brasil, o grupo indiano TVS mantém uma parceria estratégica com a
Dafra Motos para a montagem do modelo Apache RTR 150 na fábrica da
Dafra, em Manaus (AM), desde meados de 2010.

Fonte: moto.com.br

Honda prepara lançamento de modelo de 6 cilindros com motor da Gold Wing

Registro da marca F6C, variação da nomenclatura da Gold Wing, foi
concedido para a fabricante na Europa e nos Estados Unidos

Protótipo Evo6, lançado no Tokyo Motor Show 2007, seria a base da Gold
Wing naked

Publicações europeias especulam que a Honda estaria se preparando para
lançar a versão naked da Gold Wing, baseada no conceito Evo6 (Tokyo
Motor Show 2007). Seria um retorno às origens do modelo, lançado em
1974 como a naked GL 1000 (mais em "Nossa História" de Duas Rodas de
abril). Fato é que a nomenclatura F6C já designou a custom Valkyrie,
fabricada de meados dos anos 1990 a meados dos anos 2000 com os
motores 1500 e 1800 da Gold Wing.

O lançamento de mais uma variação da Gold Wing com a designação F6C ou
GL 1800C segue uma lógica, já que para a linha 2013 a marca lançou a
F6B/GL 1800B, uma Gold Wing mais despojada e "esportiva" – com
para-brisa baixo, sem cromados e mala traseira. A apresentação do novo
modelo é esperada para o segundo semestre.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Casal viaja de Harley Davidson por 193 países em 16 anos de viagem

Casal viaja de Harley Davidson por 193 países em 16 anos de viagem

Dentre os três países mais perigosos para o casal, o Brasil é um deles...

Essa viagem de motocicleta é sensacional, provavelmente não ocorrerá
outra semelhante tão cedo.


Imagine, um casal de motociclistas australianos viajaram por 16 anos,
iniciando em 1994 e findando em 2011, por nada mais nada menos que 193
países, isto é, por todos os países do planeta reconhecidos pela ONU.
E a viagem foi feita utilizando o modelo Electra Glide de 1340cc da
Harley Davidson.

A moto foi adquirida 0km e hoje tem mais de 610.000km, o motor
precisou ser reparado quando atingiu pouco mais de 540 mil
quilômetros, ocasião que o casou precisou continuar viagem com um
motor zero quilômetro. Mas guardou o motor retificado, pois, vai que
surge um novo país e ai, eles pretendem usar o mesmo motor para
percorrê-lo.

Essa incrível história do casal de australianas Peter e Kay é narrada
no maior site de motociclismo de aventura do mundo, o Horizons
Unlimited (vide link no final desse artigo).

Num dos trechos da narrativa, o casal cita alguns problemas que
vivenciaram durante os 16 anos de viagem, abordando quais os países
consideraram mais problemáticos no que tange a violência. E adivinhem,
o Brasil é o único país citado nas Américas onde o casou foi
assaltado, em plena praia de Copacabana no Rio de Janeiro, outros
países que tiveram problemas foi na República Central Africana e na
Etiópia, ambos na África. Triste para nós brasileiros, mas, para
aqueles motociclistas de viagem que já cruzaram diversos países e
continentes, não soa como novidade, não é a toa que diariamente em
todas as mídias, somos bombardeados com notícias sobre os sérios
problemas de violência no Brasil.

Vale a pena conferir o relato (em inglês) da viagem do casal de
australianos pelo mundo inteiro.

Link: http://www.horizonsunlimited.com/forwood/index.shtml

Translate