Other stuff ->

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Ducati inicia vendas no Brasil com a Diavel, já disponível a R$ 58.900

Loja Perfect Motors, em São Paulo, tem o modelo à venda desde o último fim
de semana


Versão Carbon, com algumas melhorias em relação à standard, custa R$ 69.900

A Ducati já iniciou as vendas de um modelo no seu retorno ao Brasil: é a
custom esportiva Diavel, que está disponível na loja Perfect Motors, no
Brooklyn, em São Paulo (SP), desde o último fim de semana. O modelo, montado
em Manaus (AM), possui duas versões: standard, com preço de R$ 58.900, e
Carbon, com algumas melhorias, a R$ 69.900 – os valores não incluem frete.

A custom esportiva da Ducati tem design inconfundível, assim como o
desempenho sem precedentes na categoria. O motor de 1.200cc gera 162 cv e
torque de 13 kgf.m, que podem ser "domados" através de três modos de
pilotagem. No modo Sport os 162 cv são despejados de forma instantânea para
o solo, permitindo uma pilotagem predominantemente esportiva; na posição
Touring a potência é entregue de forma progressiva e suave; e na Urban
somente 100 cv estão disponíveis. ABS e controle de tração serão itens de
série.

A versão Carbon tem suspensão dianteira com tratamento nas bengalas para
redução de atrito, carenagem em fibra de carbono e rodas Marchesini, além de
ser 5kg mais leve, com peso em ordem de marcha de 234 kg contra 239 kg da
standard. Os outros modelos que chegam em breve às lojas, e ainda não têm
preço definido, são as naked Monster 796 e Streetfighter 848, a big trail
Multistrada e as esportivas Superbike 848 e Panigale 1199.

A primeira concessionária da marca, da Perfect Motors, deverá ser inaugurada
em abril na região da avenida Faria Lima, no Jardim Paulistano, próximo à
avenida Cidade Jardim. Hoje, a loja opera na rua Álvaro Rodrigues, 375, no
Brooklyn, onde já possui um centro de assistência técnica oficial da marca
italiana. O telefone para contato é 11-5532-1880.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Moto Clássica modelo Boneville - Edição especial 2013

Com cores diferenciadas...

A inglesa Triumph antecipou um de seus lançamentos para marcar sua
participação na feira italiana Motodays, que ocorrerá entre os dias 7 e 10
de março, será uma série especial da Bonneville.

Esta Bonneville SE 2013 traz como diferencial a pintura da moto em dois
tons, predominantemente em preto, incluindo o motor, quadro, paralama,
rabeta e tanque de combustível em preto, com detalhes em vermelho, como
mostra a foto.

Fonte: RockRiders.com.br

Atriz e motociclista há 23 anos, viaja de moto da Venezuela até Manaus

Suzane Carvalho participou de novelas como "Vereda Tropical"...

A motociclista Suzane Carvalho chegou em Manaus nesta semana após 12 dias
viajando de moto na BR-174. A viagem foi resultado de uma ideia que ela
mesma teve em uma visita à capital amazonense. "Vim para o lançamento da
fábrica da empresa Honda e, no caminho até a pista de teste, eu fiquei
fascinada com a floresta", revelou.

Essa não foi a primeira vez que Suzane emprendeu uma viagem de moto. No
entanto, ela ressaltou que o trajeto até Manaus – que teve origem na
Venezuela – foi bastante diferente de suas 'aventuras' em países como a
Itália, Inglaterra, México e Argentina. "Foram quase 5 mil km rodados,
sozinha. Os lugares que escolhi são dignos de parar e meditar, mas eu não
podia fazer isso, infelizmente. Era como um filme, cheio de lindas
paisagens", definiu.

Para ela, a principal dificuldade da viagem foi enfrentada ainda na
Venezuela. "As rajadas de vento atrapalhavam muito. Às vezes, eu tinha que
andar de lado com a moto, porque parecia um redemoinho! A estrada inteira é
de mão dupla, então, quando os caminhões pesados passavam em alta
velocidade, a moto mexia muito".

Antes de colocar o pé na estrada, Suzane mapeou as cidades onde pararia. A
cada 200 km, a piloto se preparava para interromper a viagem e abastecer, já
que a autonomia de sua moto, uma modelo NC-700x da Honda, era de 350 km.
"Também vi em que cidades poderia dormir. Uma vez me atrasei por conta do
abastecimento e acabei pilotando à noite, o que é muito perigoso", lembrou.

Das novelas para as pistas

Depois de mais de duas décadas trabalhando como atriz – com direito a
participação nas novelas "O Homem Proibido" (1982), "Champagne" (1983) e
"Vereda Tropical" (1984) -, Suzane Carvalho resolveu abandonar os holofotes
para realizar um sonho antigo. Em 1989, ela teve a chance de embarcar no
mundo da velocidade.

"Sempre fui apaixonada por carro, moto, motores, mecânica... Mas eu era uma
menina da Zona Sul, filha de atriz (Lia Farrel) e trabalhando a minha vida
inteira... Então nunca deu tempo de investir nesse outro lado", contou a
atriz. Já na primeira aula de kart, Suzane decidiu: iria deixar a carreira
de atriz para se dedicar à de piloto. "Eu não pensei duas vezes, foi
imediato. Na época, eu estava dando início em projetos no teatro e na
televisão e tive que 'liberá-los' para outras pessoas", acrescentou.

Fonte: Site G1, adaptado por RockRiders.com.br

Translate