Other stuff ->

quinta-feira, 14 de março de 2013

Novo modelo, a Harley-Davidson Breakout é lançado nos EUA

O visual do pneu traseiro da moto é o que chama mais atenção...

Um novo modelo foi lançado nos EUA no evento Bike Week da Flórida pela
Harley-Davidson. É a Breakout. Essa moto prioriza o visual do motor e pneus,
fazendo com que sejam bem visíveis, dando um ar de moto musculosa.

"Queríamos muita borracha aparecendo para dar à Breakout uma aparência
musculosa e robusta", explica o gerente de estilização da Harley-Davidson,
Kirk Rasmussen. Este é uma dos diferenciais entre a versão 2013 da
Harley-Davidson Breakout e a CVO. Mas outra importante diferença é o preço.
Enquanto a CVO custa em média 26.999 dólares, a Breakout está por 17.899
dólares, valores praticados nos EUA.

A Harley-Davidson Breakout tem um motor tradicional da marca, o Twin Cam
103, assento duplo , o guidão é mais baixo e largo e oferece uma posição
diferenciada e confortável para a pilotagem, também recebeu tons de preto. O
modelo conta com freio ABS e está disponível nas cores vermelha, preta e
azul.

A Harley no Brasil ainda não confirmou se e quando o modelo virá para cá.
Assista ao vídeo do lançamento no Youtube, clicando aqui.

Fonte: RockRiders.com.br

quarta-feira, 13 de março de 2013

Inscrições abertas para provas de resistência Moto-Turismo

A CBM criou sua mais nova modalidade, o Moto-Turismo, que terá início nos
dias 22 e 23 de março, em São Paulo, com provas de resistência. A
expectativa é de que 50 pilotos participem da prova inaugural.

Ao todo serão três categorias nessa primeira prova: 1000 km em 24 horas,
1500 Km em 24 horas e 2000 Km em 24 horas. "A ideia dessas provas é superar
os seus próprios limites e se autodescobrir. Ao contrário do que pensam,
atenção, segurança, condicionamento físico, gestão emocional, conservação da
motocicleta, e atender as regras e leis de trânsito, são prioridades. Por
isso, o planejamento é fundamental para a realização de provas, onde
conscientização e atitude são fundamentais", ressalta o Diretor de Provas,
Oswaldo Fernandes Junior.

As inscrições já estão abertas. O valor de cada prova será de R$ 380,00.
Após fazer a filiação pelo site da CBM, www.cbm.esp.br, o piloto deverá
solicitar a ficha de inscrição pelo e-mail: info@mototurismocbm.com.br.

Mais informações também podem ser obtidas pelo site:
www.mototursimocbm.com.br

Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Honda japonesa apresenta linha de 400cc baseada na nova família da CB 500

Honda japonesa apresenta linha de 400cc baseada na nova família da CB 500
Modelos CBR 400R, CB 400F e 400X mantêm o conceito de motor de 2 cilindros
paralelos

A Honda anunciou a apresentação de três novos modelos de 400cc no Salão de
Osaka, no Japão, que começa na próxima sexta-feira (17): a esportiva CBR
400R, a naked CB 400F e a 400X (foto), com suspensões elevadas. A linha é
exatamente a mesma da nova família de 500cc da marca, apresentada no Salão
de Milão em novembro de 2012.

Diferentemente das antigas CBR 400 e CB 400F, com motor de 4 cilindros em
linha, a nova linha utilizará 4 cilindros paralelos, com proposta parecida à
da NC700X – que estreou este conceito de motores Honda, com foco em bom
torque desde baixíssimas rotações e baixo consumo de combustível.

Fonte: duasrodasonline.com.br

Margarina

A margarina foi originalmente fabricada para engordar perús. Mas quando os
perus começaram a morrer por causa dela, as pessoas que tinham investido
na sua pesquisa começaram a procurar uma utilização alternativa que lhes
permitisse, no minimo, recuperar o investimento.
Foi nessa altura que alguem se lembrou de juntar um corante amarelo aquela
que era até aí uma substância branca, tornando-a mais apetecivel para
consumo humano e apresentá-la no mercado como um substituto da manteiga.

Mas será que você sabe qual é realmente a diferença entre a margarina e a
manteiga? Vejamos:

- Ambos têm a mesma quantidade de calorias.
- A manteiga tem um pouco mais de gorduras saturadas (8 gramas contra 5
gramas da margarina).
- De acordo com um estudo da Harvard Medical, comer margarina pode
aumentar em 53% as doenças cardíacas em mulheres, relativamente aquelas
que comem a mesma quantidade de manteiga.

A manteiga:
- aumenta a absorção de nutrientes presentes em outros alimentos.
- traz mais benefícios nutricionais do que a margarina (e os que a
margarina tem foram adicionados artificialmente!)
- é mais saborosa que a margarina e pode melhorar o sabor de outros
alimentos.
- existe há séculos e a margarina há menos de 100 anos.

A margarina:
- Triplica risco de doença cardíaca coronária ...
- Aumenta o colesterol total e o LDL (este é o colesterol ruim) e diminui
o colesterol HDL (o colesterol bom)
- Aumenta o risco de cancer em 500%
- Reduz a qualidade do leite materno
- Diminui a resposta imunológica.
- Diminui a resposta à insulina.

E finalmente a parte mais interessante e perturbadora:
A margarina está a uma molécula de ser... plástico. E possui 27
ingredientes que existem na... tinta de pintar!

Se não está convencido faça a seguinte experiência:
Abra uma embalagem de margarina e deixe-a aberta num local à sombra
durante alguns dias. Vai poder constatar algumas coisas muito
interessantes:

1º Não há moscas! (isso deve querer dizer alguma coisa!!!

2º A margarina não mostra sinais de apodrecimento, decomposição ou
alteração no cheiro.

3º Não tem bolor. Nada se desenvolve ou cresce nela.

Ou seja, nem as moscas nem os mais pequenos microrga-nismos se interessam
por aquilo. Não há ali nada de bom.
Porquê? Bom porque a margarina é quase plástico.

A questão agora é:
- Será que vai continuar a borrar as suas torradas com plástico derretido?
Se sim, lembre-se que, quando lhe acabar a margarina, pode obter
praticamente o mesmo efeito derretendo um Tupperware... e até tem mais
cores à sua escolha !

terça-feira, 12 de março de 2013

Yamaha dos Estados Unidos lança Bolt 950, uma custom minimalista

Modelo é simples e compacto, com o mesmo motor da XVS Midnight Star

A Star Motorcycles, marca americana da Yamaha, lançou no mercado local uma
nova custom: a Bolt, modelo de 942cc derivado da Midnight Star, mas com
visual minimalista, que chega às concessionárias do país em julho. Com menos
cromados, como é tradicional nas custom, o novo modelo aposta no design
simplificado, apenas com as discretas inscrições "Bolt", no tanque, e
"Star", no filtro de ar.


O motor é o mesmo da XVS 950 Midnight Star: V2 de 942cc refrigerado a ar. As
diferenças estão nos pneus, que são mais finos na Bolt: 100/90-19 na
dianteira e 150/80-16 na traseira, contra 130/70-18 e 170/70-16 do modelo
vendido no Brasil. Ela é 144 mm mais curta e isso também se reflete na
distância entre-eixos, que cai de 1.685 mm na Midnight para 1.570 mm na
Bolt. O banco é um pouco mais alto, subindo de 675 mm para 691 mm, e o
modelo também conta com iluminação por LED na traseira e painel digital. A
versão Bolt R-Spec tem outras cores, assento em textura diferente e
amortecedor traseiro com reservatório de gás, custando 300 dólares a mais.

A nova custom, em sua versão básica, tem o valor sugerido de 7.990 dólares,
600 dólares mais barata do que a V-Star – denominação da Midnight Star nos
Estados Unidos. Esse valor também a coloca como concorrente da
Harley-Davidson Iron 883, modelo de entrada da marca americana no mercado
local, que custa 8 mil dólares e tem um motor de cilindrada menor.


Versão Bolt R-Spec conta com amortecedor traseiro com reservatório de gás

Fonte: duasrodasonline.com.br

Por R$ 42.900, motociclista no Brasil leva a nova BMW 800GS

O modelo 2013 vem com novo design, cores e tecnologias...

A BMW F 800 GS 2013 está chegando às concessionárias da marca no Brasil. As
principais novidades são os punhos de comando, que auxiliam na ergonomia
devido ao seu design mais compacto e as setas e faróis de LED fumê. A
carenagem lateral também foi modificada e as entradas de ar agora estão a
uma distância menor do para-brisa.

A marca alemã traz como item opcional o controle de tração (ASC), que impede
a rotação indesejada da roda traseira durante a aceleração e ainda a
regulagem da altura do assento, em três posições: baixo (850 mm), rallye
(920 mm) e comfort (895 mm).

Com ABS de fábrica, a F 800 GS 2013 é oferecida em três novos esquemas de
cores: marrom, branco e azul. As demais especificações técnicas são iguais
ao modelo 2012.

Fonte: RockRiders.com.br

No estado americano de Illinois, empinar pode dar cadeia

Se Jorge Lorenzo ao invés de estar em um circuito fechado estivesse no
estado americano de Illinois e fosse flagrado como na foto, empinando sua
Yamaha M1, o atual campeão do mundo seria multado em 100 dólares. Caso ele
tornasse a repetir o fato, a multa poderia ser de até US$ 1.500 e ainda
poderia ser condenado a seis meses de cadeia. Mas, em Illinois, a punição
pode ser ainda maior se o motociclista for flagrado empinando sua
motocicleta pela terceira vez, nesse caso a pena prevê multa de US$ 2.500
dólares e o infrator ainda pode passar um ano no "xadrez".

A lei 3452 de Illinois, que prevê multa e até mesmo detenção, foi
estabelecida no dia 1º de janeiro deste ano. Segundo essa lei, empinar é
entendido como conduzir a motocicleta, motoneta ou scooter em uma única
roda. Portanto, o motociclista que realizar qualquer manobra com apenas uma
das rodas em via pública, como os famosos "RLs", também está infringindo a
lei e poderá ter a mesma punição. No Brasil, empinar a motocicleta também é
contra a lei, porém é classificada como pilotar de forma perigosa e não há
pena de detenção, nem mesmo para reincidente.

Fonte: moto.com.br

Venda de motos sobe 8% e produção recua 3% em fevereiro

A Abraciclo (associação dos fabricantes) revela que apesar do crescimento de
8% nas vendas no atacado em fevereiro de 2013, em comparação ao mês
anterior, passando de 112.039 para 121.236 unidades, os números destacam
queda nos índices de produção no período em relação a janeiro. A fabricação
de motocicletas registrou recuo de 3%, totalizando 123.338 contra 127.209
unidades no mês anterior.

No comparativo com fevereiro do ano passado, a produção apresentou queda de
19,4%, passando de 153.113 para 123.338 unidades, em 2013. As vendas no
atacado, também registraram redução de 18,6%, com 121.236 contra 149.029
unidades.

No acumulado de janeiro e fevereiro, foram produzidas 250.547 motocicletas,
correspondendo a uma retração de 24,1% sobre os dois primeiros meses de
2012. As vendas aos concessionários apresentaram redução de 23,2% no total
do período, caindo de 303.805 no ano passado para 233.275 unidades, neste
ano.

As quedas da produção e da venda no atacado refletem o ritmo das vendas no
varejo. Os emplacamentos de fevereiro também sofreram redução, quando
comparados os anos de 2012 e 2013. No mês de fevereiro do ano passado, foram
licenciadas 134.616 motocicletas ante 101.890 deste ano, o que representa um
volume 24,3% menor.

Com relação ao acumulado do ano, os licenciamentos retraíram 17,5%, passando
de 276.835 unidades, em 2012, para 228.313 unidades, em 2013.

"O setor de motocicletas ainda precisa de incentivos, como novas linhas de
financiamento, para que possamos voltar a crescer e atingir melhores
resultados nas vendas para o consumidor e impulsionar a produção do setor.
Os índices ainda permanecem abaixo dos atingidos em 2012", analisa Marcos
Fermanian, presidente da Abraciclo.

As exportações de fevereiro totalizaram 8.521 motocicletas, o que representa
uma queda de 2,5% em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado do
ano a retração foi de 8,3%, totalizando 14.208 unidades em 2013.

Fonte: moto.com.br

Avinton Collector 1640cc - Uma jóia rara de 177kg

A ideia por trás deste modelo era seguir a proposta dos projetos do
construtor AC Cobra, que instalou um motor americano musculoso em um chassi
leve e de pequenas proporções, típico da escola Europeia. A moto resultante,
a Wakan 1640, tinha um estilo atraente, mas os anos se passaram e - depois
de uma curta sequência de protótipos - as notícias sobre Wakan tornaram-se
menos e menos frequentes.

Por um tempo chegou-se a pensar que Wakan era mais um caso de fabricante de
motocicletas recém-nascido condenado a desaparecer na obscuridade, mas
felizmente o final da história é diferente. Wakan na verdade está na ativa
novamente com um novo nome, Avinton Motocicletas, e um novo modelo chamado
"colecionador", que é mais ou menos a mesma moto de alguns anos atrás.

O motor é o mais uma vez o 1640 cc refrigerado a ar, V-Twin a 45 graus, com
as especificações atuais divulgando uma potência de 120 cv a 5.750 rpm, 163
Nm de torque a 4.250 rpm e um peso em ordem de marcha de 195 kg. A entrada
de ar no tanque de combustível falso ainda está lá, enquanto o verdadeiro
tanque fica sob o banco.

Especificações
Motor: Refrigerado a ar, quatro tempos, 45 ° V-twin. OHV
Cilindrada: 1.640 cc
Transmissão: 5 velocidades
Alimentação: único Keihin FCR 42 milímetros downdraft flatside
Suspensão dianteira: garfo telescópico invertido Cariani com bengalas de 46
mm totalmente ajustáveis
Suspensão traseira: braço oscilante em alumínio extrudido com monochoque
Sachs
Freio dianteiro: disco simples de 340 mm de diâmetro com pinça de 6 pistões
Freio traseiro: disco simples de 220 mm com pinça de 2 pistões
Potência: 120 hp @ 6250 rpm
Torque: 120 pés-lbs 165 Nm @ rpm 4250
Tanque: 13 Litros
Peso (seca): 177 kg

Texto: Jotta Santana.
Fonte: rockriders.com.br

Toyota revela triciclo como veículo urbano para um futuro próximo

A Toyota revelou um novo veículo elétrico de dois assentos e três rodas
chamado iRoad na feira de Geneva orientado para a nova mobilidade urbana que
está se configurando para um futuro bem próximo nas grandes cidades do
mundo.

O iRoad é dotado de uma tecnologia que o faz inclinar em curvas, tal como já
era feito pelo Piaggio MP3, mas com ângulo calculado pela ECU com base na
inclinação da direção, velocidade e informaçãoes advindas de um sensor de
giro.

O novo veículo é diminuto, tendo apenas 2.350 mm de comprimento, 1.445 mm de
altura, 850 mm de largura e, o que o torna bastante ágil para se deslocar e
estacionar em locais de tráfego intenso.

A proposta do iRoad pode afetar decisivamente o mercado de motos, pois a
Toyota é o maior fabricante de automóveis do mundo e este novo veículo
deverá se posicionar como uma alternativa para os usuários de scooters e
motos, mas oferecendo mais conforto, proteção do clima, estabilidade e
segurança, não sendo necessário guiá-lo com capacete. A condução do iRoad é
feita tal qual como num carro e itens de conforto como aquecimento e sistema
de som são imaginados. A tendência pela adoção de veículos elétricos de três
rodas parece ser a mais forte, pois vários fabricantes estão enveredando por
este tipo de solução.

O iRoad é dotado de dois motores elétricos de 2000 Watts montados nas rodas
dianteiras e tem uma autonomia de apenas 50 quilômetros, sendo este seu
maior limitante atual. A recarga total da bateria de íons de lítio leva três
horas, mas, apesar destas características, em nota, declara a empresa
japonesa que "a Toyota acredita na viabilidade dos veículos elétricos para
servir como principal meio de transporte para viagens curtas e uso urbano".

Fonte: sobremotos.com.br

A nova KTM 1190 Adventure começa a ser comercializada na Europa

Será a Big Trail mais aventureira do mundo?

A substituta da 990 Adventure é uma nova big trail que chega às lojas com o
peso de muita expectativa pela própria KTM e pelos consumidores.

Nos últimos anos, a fabricante austríaca mobilizou recursos e cérebros no
desenvolvimento do que chama de "maior e mais importante projeto na história
da empresa". Além de ser um produto de categoria altamente rentável para o
bolso e a imagem da marca, a nova 1190 Adventure chega com a missão de
manter o posto de melhor produto para uso off-road extremo e somar melhorias
para uso on-road.

Em comparação à nova BMW R 1200 GS, sua rival em uso off-road, a Adventure
entrega mais potência e menos peso; já contra a líder entre as big trail com
vocação para o asfalto, a Ducati Multistrada 1200, praticamente se iguala
nos 150 cv e torque de 12,7 kgf.m. Isso com uma vantagem que pode torná-la
uma das motos mais versáteis do mundo: a Ducati usa aros 17" e pneus para
uso on-road, o que praticamente descarta o uso todo-terreno.

Mas, vale dizer que a KTM é a marca líder de motocicletas vencedoras da
prova off-road mais tradicional e difícil do mundo, a Dakar.

É uma moto completamente nova e bem mais que a evolução da 990 que existe há
cerca de uma década. A 1190 tem uma nova proposta de uso, é uma moto para o
grande público das big trail e não apenas um nicho que pensa no uso
"hardcore".

O tempo das big trail pesadas e sem potência definitivamente se foi. A KTM
sabe disso e escolheu o motor V2 de 175 cv da esportiva RC8 para equipar a
nova big trail. Potência certamente não seria um problema, então os
engenheiros trabalharam para entregá-la do jeito certo: quase 1.000 rpm mais
cedo; o torque máximo está disponível cerca de 2.000 rpm antes do que na
RC8. Outro objetivo foi aumentar a longevidade e confiabilidade do conjunto
mecânico, que passou a ter intervalos de revisão de 15.000 km.

O lançamento no Brasil ainda não tem data para acontecer, já que os planos
da subsidiária local estão suspensos por causa do litígio com o Grupo Izzo.

Fonte: Site DuasRodasonline.com.br, adaptado por RockRiders.com.br

Arturo Piñeiro assume a presidência da BMW do Brasil

A BMW do Brasil anunciou o nome do brasileiro Arturo Piñeiro como novo CEO
do BMW Group Brasil no lugar de Jörg Henning Dornbusch, que se transferiu
para a direção do Grupo Eurobike, um dos maiores representantes da marca
alemã no país.

Arturo Piñeiro estava nos Estados Unidos havia sete anos, ocupando cargos
como chefe do BMW Group Motorrad, Vice-Presidente Regional da Região
Central, em Chicago, e, mais recente, vice-presidente da Região Oeste, com
sede em Los Angeles.

O brasileiro acumula mais de 20 anos de experiência na BMW nas áreas de
marketing, vendas globais e nos departamentos de Serviços BMW, MINI, BMW
Financeira e no segmento de motocicletas em vários países incluindo Espanha,
EUA, Brasil e Argentina.

Outra mudança que acontece na filial brasileira da BMW é a do uruguaio Rolf
Epp como novo presidente e CEO do BMW Group para os Mercados Importadores,
America Latina e Caribe a partir de 1° de abril de 2013, com escritório
localizado no Panamá. O executivo chegou ao Brasil em 2008 para assumir a
função de Diretor da BMW Motorrad.

Fonte: moto.com.br

Casal quer conhecer de moto todas as 295 cidades de Santa Catarina

Eles já percorreram todos os países das Américas de moto...

Uma vida sem rotinas, sem muitas responsabilidades e cheia de descobertas.
Foi esta a escolha do casal Dolor Danúbio da Silva e Ângela Schmitt da
Silva. Depois de criarem os filhos e passarem a administração da empresa
para os três herdeiros, eles decidiram conhecer os quatro cantos do país e
outras regiões do mundo a bordo de uma moto. Em julho de 1999, eles
compraram uma Honda Valkyrie, ano 1998, e fizeram a primeira viagem. Agora,
em março de 2013, se preparam para finalizar um roteiro que inclui a
passagem por todos os 295 municípios de Santa Catarina.

O casal é fundador do grupo de amigosFazedores de Chuva, o qual, o editor do
RockRiders.com.br, Policarpo Jr, tem a honra de participar. O grupo é
composto por motociclistas que já cruzaram de motocicleta entre os extremos
das Américas (Ushuaia-Alaska).

A viagem começou em julho do ano passado, e a primeira cidade do roteiro foi
Itajaí. Ainda faltam 103 cidades, que devem ser visitadas a partir da
próxima semana. Dolor, de 59 anos, conta que ainda não está na estrada
porque aguarda a conclusão de um reparo na motocicleta. "Devemos completar
em dez dias porque faltam 103 municípios e os mais distantes já fizemos.
Falta o Vale do Itajaí e uma parte do Oeste", comenta. O projeto faz parte
do grupo 'Fazedores de Chuva', do qual participam viajantes de todo o país.
Para concluir esta etapa, devem ser tiradas fotografias em frente à
Prefeitura de cada cidade visitada.

Além desta expedição, o casal já se prepara para outros dois projetos: o
'Bandeirante Fazedor de Chuva', no qual se visita todas as capitais
brasileiras, e o 'Cardeal', por onde eles vão visitar os quatro extremos do
Brasil. Dolor e Ângela devem finalizar estas expedições ainda neste primeiro
semestre. A data prevista para início da viagem é final de março. "No meio
do caminho já temos alguns amigos que nos convidam a visitar a casa deles.
Paramos em algumas cidades que temos vontade de visitar, conhecemos o
pessoal, interagimos com as pessoas", descreve Silva. Segundo o aventureiro,
andar de motocicleta é algo que o casal "ama" e, por isso, ele incentiva
outras pessoas a darem o primeiro passo.

Dolor e Ângela estão casados há 39 anos e juntos tiveram três filhos e
quatro netos. Dolor afirma que as expedições de moto são um sonho comum,
acalentado desde o início do casamento. "Nesse tempo todo que construímos
nossa vida, fizemos junto uma confecção, trabalhamos juntos, sempre tivemos
em mente, mais eu do que ela, a preocupação de ter uma contagem regressiva
para que, quando tivermos nossos filhos criados, realizar essa vontade de
viajar de moto", comenta o empresário.

A primeira expedição do casal foi entre 2002 e 2003, quando saíram do
Ushuaia, na Argentina, e foram até o Norte do Alasca, nos Estados Unidos.
Eles viajaram cerca de 75 mil quilômetros durante nove meses. Depois disso,
eles já percorreram os Estados Unidos e países da América Latina e da
Europa. Até março de 2013 já percorreram 460 mil quilômetros. "Não estou
mais acostumado com a rotina. Nossa rotina é sair sem hora. É um privilégio
o casal poder voltar um para o outro, depois da maturidade, depois de uma
jornada de criar filhos. Ficar junto todo dia é ótimo", finaliza Dolor.

Fonte: Site G1, adaptado por RockRiders.com.br.

Enfermeira da Rainha

Olhem o detalhe do cinto da Enfermeira da Rainha...

Translate