Other stuff ->

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

RITO MODERNO

Denomina-se de Rito Maçônico um conjunto sistemático de cerimônias e
ensinamentos maçônicos, que variam de acordo com o período histórico,
conotação, objetivo e temática dada pelos seus criadores.



Enquanto a instituição maçônica tem suas raízes solidamente fincadas
num remotíssimo passado, deixando o seu marcos em cada etapa da marcha
da humanidade, firmando assim a sua tradição, os Ritos, como formas de
trabalho têm vida relativamente efêmera, transitória e são modificados
ou substituídos em cada fase, sofrendo as modificações do tempo e das
influências das transformações sociais de cada época.



Dentro desse quadro situa-se o Rito Moderno. Rito difícil de ser
praticado dentro das diretrizes que lhe são traçadas, uma vez que há
de dirigir seus passos em direção ao campo cientifico da formação do
Homem do futuro.



Criado em Paris em 1761, constituído em 24 de dezembro de 1772 e
proclamado em 09 de março de 1773 pelo Grande Oriente da França, com
três câmaras, pelo Grão-Mestre da maçonaria Francesa Filipe de
Orleans, Duque de Chartres, o Rito Moderno logo passou a ser praticado
na França, na Holanda, na Bélgica, nas colônias Francesas, em
Portugal, na Espanha e em diversos países.



Acusado injustamente de ateísmo, o Rito Moderno se estabeleceu no
Brasil a partir de 1801, na mesma época em que surgiram as primeiras
lojas maçônicas regulares do país.



No Rito Moderno, negamos toda afirmação dogmática e o fazemos para não
limitar a liberdade de pensamento e de consciência dos integrantes do
Rito. O Rito Moderno entende que o maçom deve ter a faculdade de
pensar livremente. O Rito Moderno não admite a limitação do alcance da
razão, pelo que desaprova o dogmatismo e imposições ideológicas em
seus trabalhos. Por ser racionalista, se mantem equidistante de todos
os dogmas, inclusive do Agnosticismo, que também é um dogma.



Temos a preocupação de garantir essa liberdade e permitir, a cada um
dos membros, acreditar no principio criador que lhe convier, sempre
respeitando a crença de qualquer outro.



Bibliografia: O Rito Francês ou Moderno: A Maçonaria do Terceiro
Milênio, Edição do Supremo Conselho do Rito Moderno



Reportagem de Helio Cezar Barros Barroso Grande Secretário de
Divulgação e Propaganda do Supremo Conselho do Rito Moderno.

Translate