Other stuff ->

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Drift na Serra do Rio do Rastro

Rhys Millen está gravando vídeos de drifting na estrada mais
assustadora do Brasil

Se você mora em Santa Catarina ou nas proximidades, dê um jeito de dar
agora uma escapadinha até a famosa Serra do Rio do Rastro. Em um
evento da toda-poderosa Red Bull, a estrada mais vertiginosa do Brasil
está sendo interditada para gravações de vídeos de drifting com Rhys
Millen, um misto de dublê de cinema e piloto de provas de rali e
subida de montanha.

O drifting é feito com a traseira do carro derrapando nas curvas,
enquanto se acelera vertiginosamente montanha acima.

Rhys foi tema de vários posts do Jalop a respeito de sua tentativa de
quebra de recorde em Pikes Peaks, a bordo de um insano protótpio
Hyundai Genesis PM580 com 775 cavalos. O cara trouxe ao Brasil um
carro mais calminho, um Genesis baseado no modelo de rua, com tração
traseira e 500 cavalos de potência. Confira dois vídeos do aquecimento
desse monstrinho.

O evento batizado de Red Bull Xtreme Drifting foi agendado para
ocorrer ontem (dia 11) e hoje (12), além de uma data adicional no
sábado, se necessário. Ele visa estabelecer um recorde de distância
percorrida num mesmo drift, e está sendo filmado por um aparato de
oito câmeras no solo, mais um helicóptero. A presença de público não é
permitida nos trechos utilizados, mas pessoas que resolveram
acompanhar tudo de um mirante lá no alto já disponibilizaram vídeos da
empreitada.

Três constatações imediatas: 1) a Serra do Rio do Rastro dá medo só de
olhar, 2) preciso andar nessa estrada o mais rápido possível, 3)
estamos loucos para ver o resultado das filmagens.

Um release bem completo acaba de contar em detalhes o que o
neozelandês Rhys Millen andou fazendo na Serra do Rio do Rastro: a
inauguração de um recorde, elogios pesados e imagens sensacionais.

A Red Bull corrige uma info: o Hyundai Genesis despeja nada menos que
750 cavalos (e não 500) no eixo traseiro. Foram três dias percorrendo
um trajeto de subida de 9,4 km. No primeiro dia, o percurso foi
dividido em quatro trechos de drifting – seis jogos de pneus viraram
fumaça.

Na sexta-feira, com ajuste modifcado de drifting para velocidade, o
Genesis percorreu as 156 curvas dos 9,4 km em piso molhado, e marcou
8min33s867. Hoje de manhã, bem cedinho, Millen conseguiu cravar 7
min17s898, e acredita ter ultrapassado os 220 km/h em alguns trechos.
Será o início de uma corrida alucinante em busca de melhores marcas?

O neozelandês teria lembrado que Pikes Peak também possui 156 curvas,
mas em uma extensão de 20 km. "Ou seja, a Serra do Rio do Rastro é
duas vezes mais sinuosa que Pikes. O Brasil tem algo realmente
precioso nas mãos. Sempre adorei Pikes Peak, mas acho que agora tenho
uma nova estrada favorita..."

Crédito das fotos: Bruno Terena e Marcelo Maragni
Fonte: www.jalopnik.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate