Other stuff ->

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

LUZES

Este é um assunto muito controverso, pois como é subjetivo, diversas
opiniões são dadas, por diversos autores. Estou considerando o que há
de mais razoável em uma série de livros considerados como "sérios" da
Maçonaria.

Segundo o grande Mestre Nicola Aslan, no seu "Dicionário Enciclopédico":

"em Maçonaria, a palavra Luz tem um significado de Verdade,
Conhecimento, Ciência, Saber, instrução e prática de todas as
virtudes. Diz-se que um profano "recebe a luz", quando é Iniciado".

Mackey, na sua "Enciclopédia", escreve:

"Luz é uma palavra importante do sistema maçônico, transmitindo um
sentido mais longíquo e oculto do que geralmente pensa a maioria dos
leitores. É, de fato, o primeiro de todos os Símbolos apresentados ao
Neófito e que continua a ser-lhe apresentado na carreira maçônica. Os
maçons são enfaticamente chamados de "filhos da Luz", porque são, ou
pelo menos são julgados possuidores do verdadeiro sentido do Símbolo;
ao passo que os profanos, os não Iniciados, que não receberam esse
conhecimento, são, por uma expressão equivalente, considerados como
estando nas trevas".

São consideradas, na Maçonaria inglesa principalmente, dois tipos de
"Luzes": as Luzes Emblemáticas da Maçonaria e as Luzes Simbólicas da
Loja.

As Luzes Emblemáticas se dividem em duas:

- Luzes Maiores, que são a Bíblia, o Esquadro e o Compasso.

- Luzes Menores representado pelo Venerável Mestre, pelo Primeiro
Vigilante e pelo Segundo Vigilante.

As Luzes Simbólicas da Loja são as velas, ou lâmpadas, que são acessas
durante as Lojas: três para o grau de Aprendiz (uma no Oriente, uma no
Ocidente e outra no Meio-Dia),cinco para o grau de Companheiro (três
no Oriente, uma no Ocidente e uma no Meio-dia) e nove para o grau de
Mestre (.três no Oriente, três no Ocidente e três no Meio-Dia).


Ir.'. Alfério Di Giaimo Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate