Other stuff ->

terça-feira, 1 de março de 2016

Loja Regular

Segundo Mackey, na "Encyclopedia of Freemansory" está definido o que
segue abaixo:

"uma Loja trabalhando sob autoridade de uma Carta
Constitutiva legal, é dita regular. Essa palavra foi primeiramente
usada nas Constituições de Anderson, em 1723."

Alec Mellor complementa:

"a noção de Regularidade aplica-se às Potencias, às
Lojas e aos Maçons. Um Maçom é regular quando ele passa por uma
Iniciação em uma Loja justa, perfeita e regular".

Percebe-se claramente que somente é "regular" a Potencia que tem a
chancela da Inglaterra, ou então, a chancela da Maçonaria Norte
Americana (que a Maçonaria Inglesa teve que aceitar, muito a
contragosto).

No mundo, hoje, conforme relatado no livro "Ramos da Acácia – Editora
A Trolha", existem dois blocos maçônicos: o "bloco regular" que são
reconhecidos pela Grande Loja Unida da Inglaterra, ou pelas Grandes
Lojas dos EUA, e o "bloco irregular", no caso de não ser reconhecido.

Desse modo, a Inglaterra, por ter sido a primeira obediência
institucionalizada, arroga-se o direito de ser a única do poder de
emitir Warrants de reconhecimento, aceitando, por tabela, que a
poderosa Maçonaria Norte Americana, que também os emita.

No Brasil, a única Potência Maçônica reconhecida pela Maçonaria
Inglesa é o GOB ( em 06 de maio de 1935). As Grandes Lojas (1927) são
tidas como "regulares" através das Grandes Lojas Americanas.

E, para finalizar e para que cada um tire as suas próprias conclusões,
vou citar mais um parágrafo do "Ramos da Acácia", citado acima, na
página 38:

Na Maçonaria, a norma fundamental é a Constituição de Anderson (1723)
e suas fontes são os Landmarks, institutos nos quais foi baseada. Os
antigos postulados, as Old Charges, os Landmarks, são anteriores à
norma fundamental (Constituições) e não expressam qualquer noção de
submissão a qualquer instituição e nem mesmo nas Constituições
inexistem afirmativas de que uma Loja Regular é aquela que pertença à
Grande Loja de Londres. Portanto, a Maço­naria Regular, do ponto de
vista LEGAL, é a que observa, impera­tivamente, os critérios
tradicionais. Já a Maçonaria "Regular", politicamente, é aquela que
tem o tratado de reconhecimento com a Grande Loja Unida da Inglaterra.





Ir.'. Alfério Di Giaimo Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate