Other stuff ->

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Sagração do Templo Maçônico

Deve ser lembrado que esse termo "Sagração" tem aproximadamente 100
anos de existência, aqui no Brasil. Antigamente, o termo usado era
"Inauguração", ocasião em que o Templo era reconhecido pelas
autoridades maçônicas e usado pela primeira vez. Inclusive,
autoridades da vida profana também eram convidadas para a festividade.
No Brasil existe uma série de Lojas com mais de 100 anos, cujos
Templos foram Inaugurados.

Hoje em dia nós "sagramos" o Templo. Entretanto, levando em
consideração que a Maçonaria não é uma religião, essa sagração não é
fazer com que o Templo se torne um local sagrado, santificado. É
simplesmente um reconhecimento Maçônico, por todos os maçons presentes
no ato de que, aquele local, tem a dignidade de um Templo Maçônico e
será sempre usado para as atividades Maçônicas..

Só isso! Sem qualquer sentido de "santificação" do local,
principalmente dentro do Templo. Pessoas não ligadas à Maçonaria,
profanos, podem visitar as instalações de Templo Maçônico, sem
problemas, desde que em ocasiões propícias.

Para finalizar, vejam o que foi escrito pelo Mestre José Castellani:

"A Sagração é um Cerimônia cuja finalidade é, simplesmente, conferir
ao local, a dignidade de Templo Maçônico, assim como a Sagração do
Aprendiz, do Companheiro, ou do Mestre tem a finalidade de lhes
conferir a dignidade do Grau, sem qualquer sentido de "santificação".
Muitos maçons, todavia, crêem que sagrar o Templo é torná-lo um local
santificado, sagrado, misturando Maçonaria com religião, o que, embora
esdrúxulo e absurdo, é mais comum do que se supõe."


Ir.'. Alfério Di Giaimo Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translate